Liga dos Campeões: Hora do grande espetáculo! | NOTÍCIAS | DW | 17.09.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Liga dos Campeões: Hora do grande espetáculo!

Abre-se o pano para uma roda viva de imensas emoções, muitas ambições e algumas conquistas. Chega a Liga dos Campeões, a prova mais aguardada no futebol europeu, com a UEFA cada vez mais generosa nas compensações.

Ukraine: Real Madrid vs Liverpool - UEFA Champions (picture-alliance/dpa/A. Gusev)

A "senhora" com a qual todos querem ficar...

A maior competição mundial entre clubes está prestes a começar! Depois das pré-eliminatórias e do “play-off”, é com a fase de grupos que a Liga dos Campeões cativa e emociona os adeptos de todo o planeta.

32 equipas, oito grupos, 96 jogos para se apurarem os dois primeiros classificados de cada agrupamento (que seguem para os oitavos-de-final) e os terceiros (que são “repescados” para os 1/16 avos-de-final da Liga Europa).

Os favoritos

 UEFA Champions League: Real Madrid - Bayern München (Getty Images/D. Ramos)

Thomas Müller (Bayern Munique) e Sergio Ramos (Real Madrid) estão habituados aos grandes desafios da Champions League.

Depois de três vitórias consecutivas (algo inédito na longa história da mais importante competição de clubes da UEFA), o Real Madrid surge amputado da sua maior “estrela” dos últimos anos (Cristiano Ronaldo, agora na Juventus) mas, ainda assim, naturalmente favorito a um lugar nas fases mais avançadas da prova. Os “merengues”, agora treinados por Julén Lopetegui, apostam num sentido mais coletivo do jogo para tentar a sua 14ª Champions.

À procura do regresso aos grandes triunfos europeus estão o Barcelona, que volta a contar com Lionel Messi como figura de proa, a Juventus (agora com CR7), o Bayern de Munique (coeso e organizado como sempre) e o Manchester City (em claro ascendente, agora que Pep Guardiola parece ter definitivamente imposto as suas ideias e métodos).

Italien Fußball Serie A - Juventus Turin vs. Sassuolo | Cristiano Ronaldo (picture-alliance/AP Photo/Ansa/A. di. Marco)

Cristiano Ronaldo procura vencer com a Juventus a prova que já ganhou com manchester United e Real Madrid.

Cinco equipas favoritas? Talvez… Mas a história da Liga dos Campeões já nos habituou a algumas surpresas, pelo que os eternos candidatos terão de se precaver, começando já na fase de grupos, cujo modelo de disputa (um mini-campeonato a seis jogos em apenas três meses) permite o surgimento de “outsiders” de qualidade (Liverpool, Paris Saint-Germain, Atlético de Madrid, Tottenham, Manchester United ou Roma) sempre à espreita de uma oportunidade…

As surpresas

Pouco habituados a estas andanças (embora sempre candidatos a lugares cimeiros nas respetivas ligas) estão os suíços do Young Boys, os gregos do AEK, os alemães do Hoffenheim, os checos do Viktoria e os sérvios do Estrela Vermelha. São as equipas mais “perigosas” para os eternos favoritos, procurando, perante o seu público, mostrar capacidade para discutir os jogos e, fora de portas, demonstrar que podem também assinar resultados surpreendentes.

Fußball 1. Bundesliga | 2. Spieltag | Hoffenheim - Freiburg (picture-alliance/dpa/U. Anspach)

O Hoffenheim é um dos "outsiders" da prova.

Oriundas (à exceção do Hoffenheim) de ligas periféricas no continente europeu, as formações de Berna, de Atenas, de Plzen e de Belgrado serão sempre incómodas. A responsabilidade nunca estará do seu lado, pelo que, do ponto de vista emocional, estarão salvaguardadas e pouco (ou nada…) pressionadas.

As figuras

Nomes fortes do defeso, Cristiano Ronaldo e Luka Modrić terão os holofotes apontados aos seus gestos, aos seus golos, aos seus festejos. Companheiros na caminhada vitoriosa do Real Madrid nas últimas três épocas, o português e o croata jogam agira em lados opostos da barricada, e o sinal de (alguma) mudança foi dado pela UEFA, que atribuiu o prémio de melhor jogador da Champions League de 2017/2018 a Modrić, interrompendo uma série de triunfos de Cristiano.

UEFA Champions League | Real Madrid vs Liverpool - Luka Modric (picture-alliance/Pacific Press/A. Gusev)

Luka Modrić, melhor jogador da última edição da prova, continua a defender o Real Madrid.

Na Juventus, o avançado português procura agora ser campeão europeu por três formações distintas (depois de o ter conseguido com Manchester United e Real Madrid), e parece ter apurado a veia goleadora com os dois golos ao Sassuolo, na jornada do fim de semana da Série A italiana. A “vecchia signora” partilha o grupo H da Liga dos Campeões com os ingleses do Manchester United (reencontro entre José Mourinho e Cristiano Ronaldo), os espanhóis do Valência e os suíços do Young Boys.

Já Modrić e o Real Madrid encontrarão, no grupo G, os checos do Viktoria Plzen, os russos do CSKA de Moscovo e os italianos da AS Roma. O “capitão” croata pode tornar-se (ainda mais) preponderante na equipa espanhola, e uma nova vitória na Champions League colocá-lo-ia de imediato no patamar mais alto da história da competição.

A final

Spanien | Stadion von Atletico Madrid Wanda Metropolitano (Getty Images/AFP/O. del Pozo)

Estádio Metropolitano, em Madrid, palco da final da Champions League 2018/2019.

O novo estádio Metropolitano é o palco escolhido pela UEFA para a final da Liga dos Campeões, no dia 1 de junho do próximo ano. O recinto do Atlético de Madrid, com capacidade para quase 68 mil pessoas, foi inaugurado há um ano (a 16 de setembro), e marca o regresso da final da competição à península ibérica, cinco anos depois de, no estádio da Luz, em Lisboa, o Real Madrid ter batido o Atlético de Madrid, numa final espanhola que seria replicada, dois anos depois, na cidade italiana de Milão.

Leia mais