Coronavírus: Primeiro caso confirmado na África do Sul | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 05.03.2020
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Coronavírus: Primeiro caso confirmado na África do Sul

Autoridades da África do Sul confirmaram o primeiro caso de Covid-19 no país, anunciou em comunicado o ministro da Saúde, Zweli Mkhize.

"Esta manhã, o Instituto Nacional de Doenças Transmissíveis confirmou que um caso suspeito de Covid-19 testou positivo", refere o ministro, citado num comunicado divulgado nas redes sociais esta quinta-feira (05.03).

O paciente é um homem de 38 anos, oriundo da província do KwaZulu-Natal, litoral do país, indica a nota, que refere que o homem viajou para Itália, acompanhado pela mulher. O casal, que tem dois filhos, integrava um grupo de 10 pessoas que regressaram à África do Sul no passado dia 1 de março.

O paciente foi visto por um especialista de clínica geral no dia 3 de março, esta terça-feira, "com sintomas de febre, dores de cabeça, mal-estar, dor de garganta e tosse", adianta a nota, acrescentando que "o homem está em quarentena" desde então. 

Assistir ao vídeo 01:42

Moçambique em alerta para combater o coronavírus

O Centro de Emergência Operacional (EOC, na sigla em inglês) identificou as pessoas que estiveram em contacto com o paciente e com o médico de clínica geral, salienta a nota. 

Nesse sentido, acrescenta, as autoridades de Saúde sul-africanas destacaram uma equipa de especialistas clínicos e epidemiologistas para o KwaZulu-Natal. O médico foi isolado e encontra-se em quarentena, indica o comunicado.

Marrocos proíbe eventos de massas

Para impedir a propagação do novo coronavírus, o Governo de Marrocos proibiu qualquer encontro com mais de mil pessoas em recintos fechados, segundo uma circular com caráter urgente emitida esta quinta-feira.

De acordo com o texto, ao qual a agência de notícias Efe teve acesso, também são proibidos todos os fóruns com a participação de pessoas "vindas do estrangeiro" (sem distinção), incluindo eventos desportivos e culturais realizados no país. Em caso de encontros desportivos, podem participar equipas estrangeiras, mas desde que sejam realizados à porta fechada.

Até ao momento, os únicos eventos que não estão sujeitos a proibições são os "moussem", festivais tradicionais que se realizam ao ar livre, quase sempre no meio rural e com motivos agrícolas.

Marrocos registou, até agora, dois casos de contaminação do novo coronavírus, ambos em pessoas que regressaram de uma viagem no norte de Itália, um deles uma mulher, com 89 anos, que se encontra em estado crítico.

Assistir ao vídeo 01:05

Como se prevenir contra o coronavírus

Leia mais