Quelimane: FRELIMO e MDM destituem Manuel de Araújo da presidência | Moçambique | DW | 22.08.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Quelimane: FRELIMO e MDM destituem Manuel de Araújo da presidência

Decisão da Assembleia Municipal é uma reação à saída de Manuel de Araújo do MDM para filiar-se à RENAMO antes do término do seu mandato. Manuel de Araújo diz que decisão é injusta e ilegal.

Manuel de Araújo tinha sido eleito para o cargo de edil pelo MDM

Manuel de Araújo tinha sido eleito para o cargo de edil pelo MDM

A manhã desta quarta-feira (22.08) começou agitada na assembleia municipal de Quelimane. Uma sessão extraordinária, com apoio de membros da FRELIMO e do Movimento Democrático de Moçambique  (MDM), decidiu pelo afastamento de Manuel de Araújo do cargo de edil de Quelimane... Isso porque o autarca filiou-se à RENAMO antes do fim do seu mandato.

Rijone Bombino

Rijone Bombino, chefe da bancada da FRELIMO

A decisão foi anunciada pelo presidente da assembleia autárquica de Quelimane, Abel de Albuquerque, enunciando a lei que sustentou tal conclusão.

Manuel de Araújo não se conforma com essa decisão e diz que vai continuar a liderar. "Continuamos em funções e vamos continuar a tirar Quelimane de buraco em que encontraram rumo aos bons sinais”, afirmou.

Os membros do MDM, partido pelo qual Manuel de Araújo foi eleito a edil de Quelimane, em 2014, ficaram satisfeitos  com a decisão. File Salato, o chefe da bancada do MDM, explica que "caberá à lei fazer cumprir o que foi plasmado”.

Quem também saúda esta decisão são os membros da FRELIMO.

"Nós da FRELIMO votamos a favor porque participamos efetivamente da fiscalização da legalidade dentro da autarquia na cidade de Quelimane. Não fica bem que alguém pense da noite para o dia pular de um partido para o outro, senão o exercício da política e

Ouvir o áudio 03:02

Quelimane: FRELIMO e MDM destituem Manuel de Araújo da presidência

m Moçambique seria um piquenique”, afirmou Rijone Bombino, o chefe da bancada do partido do Governo.

Presidente interino deverá ser nomeado por MDM

Enquanto decorria a sessão da destituição de Manuel de Araújo, dezenas de simpatizantes da RENAMO amotinaram-se ao redor do edifício do Conselho Municipal de Quelimane, que se encontrava sob forte vigia policial.

Um dos apoiantes da RENAMO disse à DW África que que o MDM será o principal prejudicado com a situação no município.

"Cessar de funções enquanto Araújo continua como cabeça de lista da RENAMO, isso não é nenhum problema, isso é um grande avanço para a RENAMO. Ele só deixou a presidência. O MDM é uma criança. Caso MDM entregue esse município a FRELIMO, o MDM será muito espezinhado, porque ele gozava a FRELIMO. Quando a FRELIMO levar isso, o MDM há de sofrer muito mais que

RENAMO Unterstützer in Quelimane

Dezenas de apoiantes da RENAMO reuniram-se à volta do Conselho Municipal

a RENAMO”, disse.

Entretanto, o presidente da assembleia autárquica de Quelimane, Abel de Albuquerque, assegurou que ainda nesta quarta-feira (22.08) será enviada a carta da destituição de Manuel de Araújo ao Conselho de Ministros.

"Hoje mesmo vamos comunicar a tutela administrativa. Caso haja resposta, eu acho que o Conselho de Ministros vai delegar uma equipa para a cidade de Quelimane para questões de auditoria às contas do município e provavelmente para a posse do presidente interino do Conselho Municipal de Quelimane”.

Abel de Albuquerque, considera que a nomeação do presidente interino para município de Quelimane será da escolha do Movimento Democrático de Moçambique, ainda que seja por pouco tempo, pois falta apenas um mês e 20 dias para as eleições municipais no país.

Leia mais