Covid-19: Moçambique pondera financiar testes das equipas do Moçambola | Moçambique | DW | 14.09.2020
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Covid-19: Moçambique pondera financiar testes das equipas do Moçambola

O Governo moçambicano está a estudar a possibilidade de pagar os testes de Covid-19 dos atletas das equipas que vão participar na disputa do campeonato de futebol deste ano. Arranque está previsto para 7 de novembro.

Foto de arquivo

Foto de arquivo

"É uma possibilidade muito forte. Mas é uma possibilidade, tendo em conta todo um quadro de constrangimentos orçamentais para o Estado e para as próprias equipas", disse hoje à Lusa a diretora-nacional de Saúde Pública.  Rosa Marlene.

Aquela responsável avançou que as autoridades de saúde seguem de perto todos os passos que estão a ser dados para o início do Moçambola ainda este ano, tendo em conta o elevado número de pessoas que a prova movimenta, nomeadamente jogadores, dirigentes e pessoal de apoio das equipas. 

"Num contexto de pandemia como este, as provas desportivas colocam questões de interesse para a saúde pública", declarou a diretora-nacional de Saúde Pública. 

Assistir ao vídeo 02:30

Covid-19: Igrejas e mesquitas adaptam-se à nova normalidade em Moçambique

A edição de 2020 do campeonato moçambicano tem arranque previsto para 7 de novembro, depois de o início da prova, em 4 de abril, ter sido adiado, devido à pandemia do novo coronavírus.

Os treinos das equipas começam oficialmente na terça-feira (15.09), mas o início está condicionado à realização de testes de Covid-19.

Ao abrigo das regras de controlo sanitário face ao novo coronavírus, os treinos devem ser divididos em períodos que permitam a participação de um terço do plantel.

A competição vai envolver 14 equipas, tendo o Costa do Sol, orientado pelo treinador português Horácio Gonçalves, como campeão em título.

Registadas mais 229 infeções

O Ministério da Saúde de Moçambique (Misau) anunciou no domingo (13.09) mais 229 casos de Covid-19, sem novas mortes, totalizando 5.269 infeções e 35 óbitos desde que foi declarada a pandemia, há seis meses. Quase todos os casos foram registados em Maputo, na cidade (170) e província (32). 

As autoridades de saúde reportaram também 55 pessoas totalmente recuperadas, elevando para 2.960 o cumulativo de recuperações (52% do total de casos). Moçambique já fez 114.333 testes, 2.095 nas últimas 24 horas. 

O país tem ainda 115 pessoas internadas em unidades hospitalares devido à covid-19, das quais 20 estão sob cuidados médicos em centros de isolamento.  

Leia mais