Covid-19 avança nos PALOP | Angola | DW | 24.05.2020
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Angola

Covid-19 avança nos PALOP

Guiné-Bissau tem 64 novos casos. Doença chegou à província moçambicana de Nampula. Há mais infetados também em Angola e São Tomé e Príncipe. Cabo Verde realiza testes em massa na capital.

O número de infeções por Covid-19 na Guiné-Bissau aumentou para 1.178, este domingo (24.05), mantendo-se em seis o número de vítimas mortais, disse o Centro de Operações de Emergência de Saúde (COES) guineense.

"Nas últimas 48 horas foram detetados 64 novos casos de Covid-19 no país", afirmou o coordenador do COES, Dionísio Cumba, na conferência de imprensa diária sobre a evolução da pandemia no país, que não se realizou sábado devido a atrasos no trabalho do Laboratório Nacional de Saúde Pública.

O médico guineense disse também que o número de recuperados se mantém nos 42.

Em relação aos internamentos hospitalares, Dionísio Cumba confirmou que há 14 pessoas em estado grave.

"Há 12 em estado grave no Hospital Nacional Simão Mendes (em Bissau) a precisar de oxigénio, e dois em estado muito crítico no hospital de Cumura", disse.

Um dos internados no hospital de Cumura em estado crítico é um cidadão português que está infetado com o coronavírus e sofre de outras doenças.

Cabo Verde realiza testes em massa

Cabo Verde tem um acumulado de 371 casos de Covid-19 desde 19 de março, três óbitos e 142 doentes recuperados, mas apenas a ilha de Santiago apresenta ainda casos ativos da doença, num total de 236. No sábado (23.04), o Ministério da Saúde confirmou mais nove casos da doença.

Todos os 56 casos diagnosticados na ilha da Boa Vista já foram dados como recuperados, o mesmo acontecendo com os três casos em São Vicente.

A ilha de Santiago, a única do arquipélago em estado de emergência totaliza 312 casos (84% do total do país) diagnosticados da doença, dos quais 304 na Praia, o principal foco da pandemia no arquipélago.

Tendas instaladas nos bairros da capital estão a permitir a realização de testes rápidos em massa à presença do novo coronavírus.

"Estamos a fazer entre 100 a 150 testes por dia em cada bairro, dois ou três bairros por dia. É um teste rápido, 10 a 15 minutos", explicou à Lusa Evandro Lopes, do conselho local da Praia da Cruz Vermelha de Cabo Verde.

O teste é gratuito para a população, sendo o acesso prioritário aos que sabem que tiveram contato com pessoas infetadas.

Entretanto, os autocarros de transporte coletivo de passageiros voltam a circular a partir de segunda-feira (25.05) na cidade da Praia.

Mosambik Cabo Delgado | Coronavirus (DW/D. Anacleto)

Pandemia da Covid-19 mudou a rotina das pessoas

São Tomé e Príncipe regista 291 infetados

O número de pessoas com infeção pelo novo coronavírus em São Tomé e Príncipe aumentou para 291, depois que mais nove casos detetados em 30 testes rápidos realizados, anunciou o Ministério da Saúde no sábado (23.04).

De acordo com o boletim diário divulgado pela porta-voz do Ministério da Saúde, Isabel dos Santos, o país conta até agora com 291 casos de Covid-19, sendo que 16 estão internados.  

Na sexta-feira (22.05), o ministro da Saúde, Edgar Neves, tinha anunciado que das 603 amostras enviadas, há uma semana, para o Instituto Ricardo Jorge 176 deram positivos.

Moçambique anuncia 26 novos casos

Moçambique anunciou este domingo (24.05) mais 26 casos de infeção pelo novo coronavírus, o dia em que maior número foi acrescentado ao total acumulado, que ascende agora a 194 casos, referiu o diretor-geral do Instituto Nacional de Saúde (INS), Ilesh Jani.

"É a primeira vez que temos um número tão alto de casos num único dia. Houve semanas em que não tínhamos tantos casos", o que indica que a epidemia em Moçambique "está a entrar numa nova fase", com maior transmissão local, acrescentou.

O total acumulado subiu para 194, com 51 casos recuperados e sem mortes.

Dos 26 casos de hoje, nove pessoas não apresentam sintomas da doença e as restantes têm sinais leves a moderados.

Dos novos casos anunciados, 11 dizem respeito ainda ao foco de infeção no recinto de construção da zona industrial de processamento de gás natural, em Afungi, Cabo Delgado - nove devido a novos testes a trabalhadores essenciais e dois detetados em pessoas que já cumprem quarentena na capital provincial, Pemba.

Foram também anunciados os primeiros três casos na província de Nampula e mais um na província de Maputo.

Niassa, a norte, uma das províncias mais isoladas do país, e Zambézia, no centro, a segunda mais populosa do país, são as únicas que ainda não registaram oficialmente qualquer caso.

Angola regista 61 casos

No sábado (23.05), o secretário de Estado para a Saúde Pública de Angola, Franco Mufinda, anunciou mais um caso de infeção por Covid-19, de transmissão local, elevando o total para 61 e mais um óbito, somando quatro mortes.

O novo caso registado é de um cidadão angolano de 43 anos, morador em Luanda, relacionado com um doente ao qual estão associadas 19 infeções por transmissão local.

Foram recolhidas pouco mais de 10 mil amostras, das quais 61 positivas, 6.752 negativas e as restantes ainda em processamento .

Encontram-se internadas em quarentena institucional 1.156 pessoas e foi dada alta a 20, nas últimas 24 horas.

Em África, há 3.246 mortes confirmados em mais de 107 mil infetados em 54 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia no continente.

Assistir ao vídeo 02:24

Covid-19: Cabo Verde solidário e unido contra pandemia

Leia mais