Venezuela - a ditadura disfarçada de revolução | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 31.07.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Venezuela - a ditadura disfarçada de revolução

O governo de esquerda do presidente Hugo Chávez, na Venezuela, torna-se cada vez mais ditatorial, e a liberdade da imprensa é uma das suas vítimas.

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, é uma figura política que divide e polariza.

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, é uma figura política que divide e polariza.

Chávez assumiu o governo do país pela primeira vez em 1999 com uma promessa de renovação da política venezuelana, dominada, havia já quatro décadas, pelos chamados partidos tradicionais.

Oficial militar de carreira, Chávez é considerado líder da Revolução Bolivariana e defende o que chama de socialismo do século XXI. No entanto, com o passar dos anos, a política de Hugo Chávez pendeu muito mais para a ditadura do que para a revolução. Ataques à democracia

Demonstrationen in Venezuela

Manifestação de protesto contra o encerramento da Rádio Venezuelana CBN em Caracas, em Agosto de 2009. Nesse mês foram revogadas as licenças de 34 emissoras radiofónicas privadas.

tornam-se cada vez mais frequentes, e uma das primeiras vítimas é a liberdade de imprensa.

O Contraste mostra a dura realidade na qual vivem hoje os jornalistas que criticam o governo de Hugo Chávez, Conta também a história de Antonio Ledezma, prefeito da capital venezuelana, Caracas, que paga caro por pertencer a um partido de oposição ao presidente.

Este é mais um episódio da série de reportagens "Da Terra do Fogo a Tijuana", produzida pela Deutsche Welle em comemoração do bicentenário de independência da maioria dos países da América Latina.

A reportagem de Oliver Pieper foi adaptada para o português por Alexandre Schossler e Carlos Albuquerque e é apresentada por Francis França

Áudios e vídeos relacionados