Borussia Dortmund 3 – 0 Schalke 04 | MEDIATECA | DW | 24.10.2020

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

MEDIATECA

Borussia Dortmund 3 – 0 Schalke 04

Soberano em todas as estatísticas e com domínio absoluto, o Borussia Dortmund não deu chances ao arquirrival Schalke 04. No primeiro tempo, os Azuis Reais conseguiram manter a baliza inviolada, mas sucumbiram à pressão do Dortmund na segunda etapa. Confira o relato na narração de Philip Verminnen e com os comentários de Braima Darame.

Ouvir o áudio 130:00

Soberano em todas as estatísticas e com domínio absoluto, o Borussia Dortmund não deu chances ao seu arquirrival Schalke 04. No primeiro tempo, os Azuis Reais ainda conseguiram manter a baliza inviolada, mas sucumbiram à pressão do Dortmund na segunda etapa.

O marcador foi aberto pelo defensor Manuel Akanji, aos 55 minutos, após belíssima triangulação entre Raphael Guerreiro, Jadon Sancho e Erling Haaland, com direito a toque de calcanhar do avançado norueguês. Seis minutos depois, Sancho e Haaland protagonizaram outra pintura, que culminou no quinto golo do norueguês na Bundesliga. E o defensor Mats Hummels completou o marcador com uma cabeçada indefensável ao segundo poste, já aos 78 minutos.

Com o resultado, o Schalke 04 soma agora 21 jogos seguidos sem vencer na Bundesliga - trata-se da segunda pior sequência sem vitórias da história da Bundesliga. O contraste em campo reflete-se na tabela de classificação: enquanto o Dortmund soma 12 pontos e está a apenas um ponto do líder RB Leipzig, o Schalke 04 amarga a penúltima colocação e vislumbra uma época sombria.

Confira o relato completo na narração de Philip Verminnen e com os comentários de Braima Darame.

A DW África retorna com os relatos da Bundesliga em 31 de setembro com o duelo entre Borussia Mönchengladbach e RB Leipzig. O relato começa às 17h20 em tempo universal coordenado (TUC), às 18h20 em Angola e às 19h20 em Moçambique.