Portugal prevê reforço da cooperação militar com Moçambique | Moçambique | DW | 06.01.2021

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Portugal prevê reforço da cooperação militar com Moçambique

Portugal quer iniciar, ainda no decorrer do primeiro semestre deste ano, atividades de formação em Moçambique em coordenação com as autoridades locais.

O ministro da Defesa português, João Gomes Cravinho, adiantou esta quarta-feira, (06.01), que haverá "um reforço bastante significativo" da cooperação militar com Moçambique na área da formação ainda no primeiro semestre do ano.

Portugal prevê empenhar um contingente de 1.706 militares em ações externas em 2021, num total de 27 missões internacionais, assim como 75 viaturas, sete aeronaves e seis navios por parte dos três ramos das Forças Armadas: Marinha, Exército e Força Aérea.

"No caso de Moçambique, não será uma FND [Forças Nacionais Destacadas] do ponto de vista técnico. Será um reforço bastante significativo da nossa cooperação, dedicado à formação. Estamos a trabalhar na sua definição exata. É um trabalho feito em estreitíssima coordenação com as autoridades moçambicanas", afirmou o responsável pela tutela em Portugal.

Gomes Cravinho referia-se ao pedido de auxílio de Moçambique, já formalizado junto da União Europeia, para o combate ao terrorismo jihadista na região norte do país, especificamente em Cabo Delgado.

"Não tenho uma data específica. Estou a trabalhar com o ministro da Defesa de Moçambique para uma visita dele a Portugal na sequência da minha visita de dezembro e nessa ocasião assinaremos o programa-quadro. Durante este mês de janeiro irá intensificar-se o diálogo e espero que, durante o primeiro semestre (março/abril), seja já possível iniciar as atividades de formação", anteviu.

Assistir ao vídeo 03:00

Cabo Delgado: Governo moçambicano realoja deslocados internos

Leia mais