Cabo Verde: Praia precisa de 2,5 milhões de euros após fortes chuvas | Cabo Verde | DW | 14.09.2020

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cabo Verde

Cabo Verde: Praia precisa de 2,5 milhões de euros após fortes chuvas

Este é valor dos estragos causados pelas chuvas do fim-de-semana na capital cabo-verdiana. Governo promete ajuda para a Cidade da Praia voltar à normalidade. Centenas de pessoas precisarão de apoio, diz Proteção Civil.

Casas foram destruídas pelas fortes chuvas na Praia

Casas foram destruídas pelas fortes chuvas na Praia

O anúncio para auxílio aos estragos causados pelas fortes chuvas deste final-de-semana na cidade da Praia foi feito esta segunda-feira (14.09) pelo Executivo cabo-verdiano depois de uma reunião, através de videoconferência, com os autarcas de Santo Antão, do Fogo, da Brava e de Santiago.

Depois de três anos consecutivos de seca severa, a capital cabo-verdiana acordou no último sábado (12.09) atordoada em meio a inundações, enxurradas e desabamentos. Os transtornos causados pelas fortes chuvas também causaram a morte de um bebé de seis meses. A população foi apanhada desprevenida.

Momentos de desespero

Cidadãos cabo-verdianos ouvidos pela DW África relataram os momentos de desespero. "As cheias invadiram tudo e destruíram a parede. A [nossa] casa cedeu", disse uma moradora. Outros disseram ter perdido tudo enquanto a água tomava conta do local: "estamos sem roupa e sem comida", lamentou uma cidadã.

Dezenas de pessoas estão a ser atendidas em vários espaços disponibilizados pela Câmara Municipal da Praia. Entretanto, o presidente do Serviço Nacional de Proteção Civil e Bombeiros, Reinaldo Rodrigues, disse esta segunda-feira (14.09) à Rádio de Cabo Verde que centenas de pessoas precisarão de apoio para reabilitarem suas casas e reorganizarem suas vidas.

"Há centenas de habitações cujos tetos estão, neste momento, em risco de desabar. Outras pessoas ainda têm as suas habitações inundadas", avaliou Rodrigues.

Estragos 

Os estragos causados pelas chuvas do último fim-de-semana estão avaliados em cerca de 2,5 milhões de euros, segundo o ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Fernando Elísio Freire.

"O Governo, em articulação com a Câmara Municipal da Praia, irá atuar imediatamente nas limpezas, na desobstrução de vias e reposição de muros de proteção", acrescentou Freire.

Senegal | Starkregen in Cap Vert

O primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva (centro) em visita às zonas mais atingidas

Depois de visitar os vários bairros da Cidade da Praia mais atingidos pelas fortes chuvas de sábado, o primeiro-ministro do país, Ulisses Correia e Silva, anunciou no domingo (13.09) um programa de emergência para fazer face aos estragos.

O Presidente da Câmara Municipal da Praia, Óscar Santos, por sua vez, reivindica mais investimentos para a capital.

"Todos perceberam que a Cidade da Praia precisa de obras de drenagem de vulto e a Câmara Municipal sozinha não consegue chegar lá. É precido apoio do Governo, porque nós estamos a falar de montantes avultados. A primeira estimativa que tive de um gabinete de consultoria apontava para vários projetos de drenagem, incluindo diques à volta de 50 milhões de dólares", concluiu.

Fortes chuvas afetam vários bairros da capital cabo-verdiana

Leia mais