Ansu Fati e Camavinga na lista final de candidatos ao prémio ″Golden Boy″ | NOTÍCIAS | DW | 15.10.2020

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Ansu Fati e Camavinga na lista final de candidatos ao prémio "Golden Boy"

Ansu Fati e Eduardo Camavinga, dois prodígios do futebol mundial da atualidade, ambos de origem africana, estão entre os 20 finalistas ao prémio "Golden Boy", que distingue o melhor futebolista com menos de 21 anos.

Kombibild | Ansu Fati und Eduardo Camavinga

Ansu Fati (esq.) e Eduardo Camavinga

Os dois "meninos de ouro"  do futebol europeu estão a viver momentos de sonhos e agora concorrem ao prémio "Golden Boy 2020" com alguns nomes de peso, numa lista final que começou com 100 ‘promessas', e cujo vencedor será distinguido numa gala a 14 de dezembro.

Ansu Fati, nascido a 31 de outubro de 2002, na Guiné-Bissau, estreou-se na equipa principal do Barcelona, em agosto de 2019, tendo já marcado esta época três golos em três jogos e uma assistência na LaLiga, a principal liga espanhola de futebol. Fati foi eleito o melhor jogador de setembro, por liderar a lista dos melhores marcadores da prova, superando Messi.

Ao serviço da seleção espanhola de futebol, o prodígio em quatro aparições fez um golo.

Outro craque a encantar o futebol europeu é Eduardo Camavinga, jogador de Stade Rennes FC, da Ligue 1, a principal liga francesa de futebol. Com 17 anos, nasceu a 10 de novembro de 2002, em Miconje, na província angolana de Cabinda, é filho de congoleses. Camavinga marcou um golo e uma assistência em seis jogos pela Stade Rennes FC. O médio que está na mira dos grandes clubes europeus já leva dois jogos e um golo com a seleção principal de França.

Lista completa dos 20 Golden Boy2020

Na lista final de candidatos ao prémio "Golden Boy'" divulgada esta quinta-feira (15.10), que merecerá o voto de 40 jornalistas, além de Fábio Silva, são candidatos ao prémio Jadon Sancho e Erling Haaland (Borussia Dortmund), Ansu Fati e Sergino Dest (FC Barcelona), Phil Foden e Ferran Torres (Manchester City), Rodrygo e Vinicius Júnior (Real Madrid), Mitchell Bakker (Paris Saint-Germain), Camavinga (Rennes), Jonathan David (Lille), Alphonso Davies (Bayern Munique), Ryan Gravenberch (Ajax), John Greenwood (Manchester United), Hudson-Odoi (Chelsea), Dejan Kulusevski (Juventus), Bukayo Saca (Arsenal), Dominik Szoboslai (Salzburgo) e Sandro Tonali (AC Milan).

Na história do prémio entregue desde 2003, Cristiano Ronaldo, considerado várias vezes o melhor jogador do mundo da FIFA e também vencedor da Bola de Ouro da France Football, foi o terceiro em 2003 no prémio "Golden Boy" e segundo em 2004.