Presidente do Parlamento de Moçambique pede cumprimento da lei no caso Chang | Cabo Verde | DW | 10.01.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cabo Verde

Presidente do Parlamento de Moçambique pede cumprimento da lei no caso Chang

Verónica Macamo considera especulação envolvimento do ex-Presidente Armando Guebuza nas dívidas ocultas de Moçambique. Tribunal sul-africano adia decisão sobre o caso de Manuel Chang até 18 de janeiro.

Portugal Verónica Macamo, Konferenz Aufbau der Zukunft Mosambik Portugal in Lissabon (DW/J. Carlos)

Verónica Macamo presidente da Assembleia da República de Moçambique

Enquanto em Joanesburgo, na África do Sul, se anunciava o adiamento da audição do ex-ministro moçambicano das Finanças Manuel Chang, na mesma altura, na Cidade da Praia, em Cabo Verde, Verónica Macamo, presidente do Parlamento de Moçambique, pedia o cumprimento escrupuloso da lei.

"Estamos a acompanhar o caso tal como as estruturas competentes. O que nós desejamos é que, de facto, se cumpra escrupulosamente as normas aplicáveis, fundamentalmente isso”, afirmou.

O ex-ministro moçambicano será ouvido sobre a questão da saída sob fiança no caso das dívidas ocultas no próximo dia 18 de janeiro.

Especulação?

Questionada pela DW sobre o possível envolvimento do ex-Presidente moçambicano Armando Guebuza neste caso e sua provável detenção, Verónica Macamo diz tratar-se de especulação e não vê o assunto com apreensão.

"Não temos esta informação e não gostaria de dizer alguma coisa ou de me pronunciar em relação a especulações. Quando há situações como esta, existem muitas especulações e penso que não é de bom tom especularmos", declarou.

Ouvir o áudio 02:11

Presidente do Parlamento de Moçambique pede cumprimento da lei no caso Chang

A presidente da Assembleia da República de Moçambique respondeu no mesmo tom quando foi questionada sobre o envolvimento de outros dirigentes moçambicanos no escândalo das dívidas ocultas.

"Mais uma especulação. Perdão mas não posso falar de especulação", disse.

Manuel Chang, antigo ministro das Finanças e atual deputado da FRELIMO, é acusado pela Justiça norte-americana de ter recebido, pelo menos, um suborno de cinco milhões de dólares, durante o Governo do Presidente Armando Guebuza. Por isso, a Justiça norte-americana pede a sua extradição para os Estados Unidos, onde é acusado de fraude, corrupção e lavagem de dinheiro.

Encontro em Cabo Verde

Verónica Macamo está em Cabo Verde a participar na VIII Assembleia Parlamentar da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (AP-CPLP). Os trabalhos do encontro começaram nesta quinta-feira (10.01) na cidade da Praia, capital de Cabo Verde, com a mobilidade na agenda e uma declaração pelo combate à violência contra mulheres e meninas.

A oitava edição da AP-CPLP conta com a participação das delegações de Portugal, Angola, Brasil, Moçambique, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial e São Tomé e Príncipe, faltando a de Timor-Leste, por causa de razões políticas internas.

O presidente da Assembleia Nacional de Cabo Verde, Jorge Santos, anfitrião do encontro e que se prepara para assumir a liderança da AP-CPLP, disse que esta será uma Assembleia Parlamentar "importante" e de "viragem", pois "o que se quer é um relançamento" da Assembleia Parlamentar da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados