1. Ir para o conteúdo
  2. Ir para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Yaqub Sibindy
Yaqub Sibindy, fundador da Coligação Eleitoral Afonso Dhlakama Foto: Romeu da Silva/DW

Coligação Afonso Dhlakama: Ossufo Momade é um "traidor"

Marcelino Mueia
6 de setembro de 2022

Em entrevista exclusiva à DW, Yaqub Sibindy afirma que fundou a Coligação Eleitoral Afonso Dhlakama para evitar derrotas pesadas da RENAMO nas próximas eleições em Moçambique e acusa Ossufo Momade de ser um "traidor".

https://p.dw.com/p/4GTRo

Os incidentes envolvendo a atual liderança da Resistência Nacional Moçambicana (RENAMO) e ex-elementos do maior partido da oposição moçambicana continuam a dar muito que falar.

Há um mês, Yaqub Sibindy, líder da nova coligação Afonso Dhlakama, foi muitas vezes citado nos discursos de vários quadros nacionais da RENAMO, que o acusam de estar a promover agitação para desestabilizar o partido liderado por Ossufo Momade.

Numa entrevista exclusiva à DW, Sibindy diz que não entende as causas da fúria da liderança da RENAMO, uma vez que desde finais de 2019 havia consenso para salvar a própria RENAMO através de uma coligação de partidos políticos da oposição tendo, este ano, sido fundada a Coligação Eleitoral Afonso Dhlakama (CEAD).

"Porque é que a RENAMO recusa a união? Ameaça levar-nos ao tribunal, chama-nos nomes, afinal o que é que se passa? O sistema que a RENAMO trouxe, o sistema multipartidário, estamos a ver que está a desaparecer. E a RENAMO recusa a união de outras forças e diz que cada um vai sozinho [às eleições]. Fomos sozinhos em 2019, sob orientação de Ossufo Momade, e qual foi o resultado? Piorou a situação. Agora quer que nas próximas eleições cada um vá sozinho mais uma vez? Será pior", exclama Yaqub Sibindy.

RENAMO
Victor Viandro, presidente da Associação dos Combatentes da Luta pela Democracia da RENAMOFoto: Marcelino Mueia/DW

"Um traidor"

Sibindy considera que Ossufo Momade é um "traidor" e acusa-o de estar a afundar a RENAMO.

"Se alguém é líder da RENAMO atualmente e impede a coligação para aumentar a pujança política da RENAMO, podemos concluir: ele é traidor".

Ossufo Momade chegou à Zambézia na tarde desta segunda-feira (05.09) para uma visita aos cinco distritos autárquicos da província, um dos quais na gestão do seu partido. A DW tentou, mas sem sucesso, abordar estas questões com o líder da RENAMO.

Recentemente, o presidente da Associação dos Combatentes da Luta pela Democracia da RENAMO, Victor Viandro, ameaçou usar a força, se Sibindy insistir na criação da coligação com o nome de Afonso Dhlakama.

"Ficam avisados os senhores Yaqub Sibindy e Vitano Singano [fundador do movimento 'RENAM Democrática'] que nós estamos em todo o território nacional e ainda nas unidades militares, onde pela nossa bravura conseguimos impor a figura da descentralização. Do mesmo jeito, os senhores poderão sentir a nossa fúria. Não mexam com as nossas conquistas e com o que nós conquistamos", avisou.

Saltar a secção Mais sobre este tema
Saltar a secção Conteúdo relacionado