1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Niall Magee, da Irlanda, com sua obraFoto: AP

Travemünde, praia das esculturas em areia

rw
10 de julho de 2004

Conhecida no mundo literário através da saga "Buddenbrooks", esta cidade balneária no Mar Báltico tem entre suas atrações o mais antigo farol da Alemanha e o festival europeu de esculturas em areia.

https://www.dw.com/pt-br/travem%C3%BCnde-praia-das-esculturas-em-areia/a-1261732

Situada perto de Lübeck, na costa do Mar Báltico, Travemünde foi fundada em 1187. Sua principal fonte de subsistência foi, durante séculos, a pescaria e a navegação marítima. Só no século 19 começou a ser explorado seu potencial como cidade balneária.

Os leitores de Thomas Mann que acompanharam as 800 páginas da monumental saga familiar Os Buddenbrooks já conhecem a cidade através dos passeios de Tony Buddenbrook e Morten Schwarzkopf pela praia, entre a Kurhaus e o Musiktempel de Travemünde.

Além das paisagens e das praias, quem visita a cidade não deve deixar de visitar o farol mais antigo da Alemanha — construído em 1539, hoje desativado — e o cassino, cuja tradição remonta a 1825. O salão de jogos ainda existente foi montado em 1914, sendo reaberto em 1949, após a guerra.

Esculturas em areia holandesa

A atração principal da cidade, sem dúvida, é o festival de esculturas em areia, cuja primeira edição aconteceu em 2002. O encontro de artistas que praticam o carving (esculpir com areia) repete-se todos os anos, entre julho e setembro, com dez mil toneladas de areia trazida especialmente da Holanda. Por que de lá? Porque no país vizinho os grãos não são tão redondos como os das praias alemãs e por isso deixam-se compactar melhor.

Todos os anos, o festival gira em torno de um tema. Em 2004, como não poderia deixar de ser, o slogan é o mito olímpico. Os 75 carvers, como se chamam os artistas que fazem este tipo tão especial de esculturas, vêm de todas as partes do mundo.

Sua técnica é muito diferente da usada para construir castelos na beira do mar. A mistura de água e areia é compactada por etapas, através de cintas de madeira. Estas só são retiradas depois que a areia já secou.

Estádio olímpico e galeria da fama esportiva

Sandskulptur Festival in Travemünde
Barão de Coubertin, idealizador dos Jogos Olímpicos ModernosFoto: AP

As obras-primas, algumas com até 11 metros de altura, começaram a ser feitas várias semanas antes da abertura do festival, nesta sexta-feira (9/7), e podem ser vistas até 5 de setembro próximo. Elas estão expostas no Parque Sandworld, uma área de 10 mil metros quadrados. Na edição do ano passado, compareceram 450 mil visitantes.

O centro das atenções, com certeza, se voltará à réplica do estádio olímpico de Atenas. Mas também podem ser vistas "escavações arqueológicas da Grécia Antiga", heróis da Antigüidade ou campeões do esporte.