Nyusi pede ″ideias″ para luta antiterrorista em Cabo Delgado | Moçambique | DW | 13.11.2020

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Nyusi pede "ideias" para luta antiterrorista em Cabo Delgado

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, pede dinamismo na formação militar para responder aos desafios impostos pelos ataques armados em Cabo Delgado.

"É na formação onde devem brotar ideias para melhorar a nossa capacidade de organização, como forma de vencermos os desafios através da arte e ciência militares", disse Filipe Nyusi esta sexta-feira (13.11).

O chefe de Estado moçambicano falava durante a cerimónia de encerramento do 10.º curso de formação de sargentos em Boane, província de Maputo.

Para o Presidente moçambicano, as Forças de Defesa e Segurança devem "fazer face ao 'modus operandi' de qualquer inimigo", tendo como estudo de caso "o combate sem contemplações aos terroristas que assassinam populações de forma hedionda e pilham os seus bens em Cabo Delgado".

"Exige-se da Escola de Sargentos mais dinamismo na formação de sargentos, baseado num currículo atualizado e ajustado aos métodos e técnicas de combate", acrescentou o chefe de Estado.

Assistir ao vídeo 03:52

Decapitações em Cabo Delgado e as reações internacionais

Leia mais