Moçambique diz adeus ao Mundial 2022 | Moçambique | DW | 16.11.2021

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Moçambique diz adeus ao Mundial 2022

Moçambique despediu-se da fase africana de apuramento para o Mundial 2022 de futebol com um triunfo sobre o Malawi, por 1-0, a primeira e única vitória na qualificação. Seleção de Cabo Verde também não avançou.

Seleção moçambicana de futebol em 2020 (foto ilustrativa)

Seleção moçambicana de futebol em 2020 (foto ilustrativa)

Apesar de ter o estatuto de seleção da casa, Moçambique foi obrigado a jogar em Cotonou, no Estádio da Amizade, no Benim, mas, mesmo assim, alcançou o triunfo, graças a um autogolo de Mzava, aos 52 minutos.

A FIFA não homologou o Estádio de Maputo, situação que obrigou os 'Mambas' a terem que atuar fora do seu território.

Esta foi também a primeira vitória do selecionador Chiquinho Conde, que se tinha estreado no cargo há uns dias com um desaire pesado frente à Costa do Marfim (3-0).

Já afastado da corrida à fase final de um Campeonato do Mundo, após a sexta e última jornada, Moçambique termina o grupo D no terceiro lugar, com quatro pontos, mais um do que o Malawi, que se despede no último posto.

Na frente, seguem a Costa do Marfim, com 13 pontos, e os Camarões, de António Conceição, com 12. Estas duas seleções defrontam-se em Yaoundé para determinar quem segue em frente para o 'play-off' decisivo para o Mundial do Qatar.

FIFA Fussball-Weltmeisterschaft Katar 2022 Kamerun gegen Mosambik

Jogo de apuramento para o Mundial 2022 entre Moçambique e Camarões, Douala (11.10.)

Cabo Verde falha apuramento 

Cabo Verde empatou (1-1) com a Nigéria no último jogo da qualificação africana e falhou o acesso ao 'play-off' de apuramento para o Mundial2022 de futebol, no Qatar.

No último jogo da fase de grupos disputado em Lagos, só a vitória interessava a Cabo Verde para garantir o apuramento para o 'play-off' de acesso ao Mundial Qatar2022, já que tinha 10 pontos, enquanto o adversário tinha 12. 

Mas foi a Nigéria a marcar primeiro, logo no primeiro minuto de jogo, por intermédio de Victor Osimhen, avançado dos italianos do Napóles, que finalizou da melhor forma um mau alívio da defesa cabo-verdiana na sequência de um pontapé de canto. Cinco minutos depois, os 'tubarões azuis', nome por que é conhecida a seleção cabo-verdiana, empataram a partida, também na sequência de um pontapé de canto, por Stopira, que foi o autor do golo da vitória de Cabo Verde por 2-1 no sábado frente à República Centro-Africana. 

Depois dos golos, apenas a Nigéria criou lances de perigo na primeira parte, e num segundo tempo mais equilibrado, ninguém conseguiu marcar, mantendo o resultado final em 1-1. 

Com este resultado, a Nigéria garantiu a liderança do Grupo C de apuramento africano, com 13 pontos, e marca presença no 'play-off' de acesso ao Mundial. 

Já Cabo Verde ficou em segundo lugar, com 11 pontos, e terminou o sonho de marcar presença pela primeira vez na maior prova de seleções a nível mundial. 

No outro jogo do grupo, a Libéria venceu a República Centro-Africana por 3-1, terminando a fase de grupos com seis pontos, enquanto a RCA ficou em último com quatro. 

Os 10 vencedores de grupo vão defrontar-se num 'play-off', a duas mãos, que definirá as cinco seleções apuradas para o Campeonato do Mundo de 2022, que vai decorrer de 21 de novembro a 18 de dezembro, no Qatar.

Leia mais