De celebridades a políticos, ninguém escapa ao coronavírus | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 12.03.2020
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

De celebridades a políticos, ninguém escapa ao coronavírus

Na semana em que a OMS reconheceu a pandemia de Covid-19, figuras públicas anunciaram ter contraído o coronavírus. Celebridades aderiram à moda das fotografias de máscara numa iniciativa para incentivar a prevenção.

USA, Los Angeles: 92. Oscarverleihung im Dolby Theatre - Tom Hanks und Rita Wilson (picture-alliance/AP/J. Strauss)

Tom Hanks e sua esposa Rita Wilson foram infetadas com coronavirus

Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou a doença Covid-19 como pandemia, destacando "níveis alarmantes de propagação". O novo coronavírus já causou mais de 4,5 mil mortes. Mais de 118 mil pessoas foram infetadas em 114 países. A declaração de pandemia feita pela OMS ocorre na semana em que várias personalidades conhecidas internacionalmente anunciaram publicamente terem contraído o vírus.

A ministra da Saúde do Reino Unido, Nadine Dorries, confirmou que testou positivo para o coronavírus e que tem estado em isolamento em casa. Dorries esteve com o primeiro-ministro Boris Johnson num evento do Dia Internacional da Mulher na semana passada, dia em que terá começado a mostrar sintomas.

Großbritannien 2019 | Nadine Dorries, Gesundheitsministerin (Reuters/H. Nicholls)

A ministra britânica Nadine Dorries também foi infetada

A pandemia provoca situações inusitadas no meio artístico. O ator Daniel Radcliffe, que interpretou a personagem de Harry Potter nos filmes da saga, foi forçado a negar que tinha corona vírus. Uma conta de Twitter falsa, em nome da BBC News, avançou que Radcliffe seria a primeira figura pública a assumir que tinha testado positivo. A conta fictícia @BBCNewsTonight foi suspensa.

Entre boatos, o coronavírustem abalado verdadeiramente a indústria artística e do entretenimento principalmente nos Estados Unidos. O ator norte-americano Tom Hanks confirmou que tanto ele como a esposa, Rita Wilson, estão com a Covid-19. Os sintomas começaram a surgir durante uma viagem à Austrália, onde o ator está a participar na produção de um filme sobre Elvis Presley.

Concertos e produções canceladas

A estrela pop Miley Cyrus cancelou uma viagem à Austrália onde iria ser cabeça de cartaz de um concerto de beneficência. Madonna também se viu obrigada a cancelar dois concertos em Paris, integrados na tour "Madame X”, depois das autoridades francesas terem proibido aglomerações com mais de mil pessoas. 

USA Rapperin Azealia Banks (picture-alliance/AP Images/Invision/R. Fury)

Azealia Banks no Coachella em 2015: festival pop foi adiado

A banda Pearl Jam adiou a digressão pelo Canadá e Estados Unidos, afirmando que "a segurança e o bem-estar dos fãs é prioridade máxima”. Um dos festivais de música mais importantes dos Estados Unidos, o Coachella, também foi adiado para outubro. O evento tinha início marcado para 10 de abril na Califórnia.

A séria televisiva "Riverdale” suspendeu as rodagens da quarta temporada depois de um membro da equipa ter contato com uma pessoa que testou positivo para o Covid-19. A série é produzida em Vancouver, no Canadá, pela Warner Bros - que não divulgou o nome da pessoa em questão.

Como incentivo à prevenção, várias figuras públicas têm publicado fotografias nas redes sociais devidamente equipadas. A supermodelo britânica de ascendência jamaicana Naomi Campbell, a primeira mulher negra a fazer a capa da revista "French Vogue”, é uma das mais entusiásticas.

Coronavírus no desporto

A liga de basquete dos Estados Unidos também suspendeu a temporada depois de médicos confirmarem que o francês Rudy Gobert, pivô do Utah Jazz,  está com o Covid-19. A NBA já tinha estabelecido novas regras para isolar os jogadores do público e dos jornalistas, além de considerar opções para transferir jogos para cidades onde ainda não havia infetados. Aparentemente as medidas não foram suficientes.

Alemanha, Itália e Espanha suspenderam campeonatos de futebol devido à pandemia. O jogador de futebol italiano Daniele Rugani, da Juventus, também está com o coronavírus, mas ainda não apresentou sintomas da Covid-19. O defesa de 25 anos estava no banco de suplentes no jogo do último domingo contra o Inter de Milão pelo campeonato italiano.

Juventus vs. Udinese | Daniele Rugani (picture-alliance/Newscom/J. Moscrop)

Rugani do Juventus está infetado com coronavírus

O colega de equipa de Cristiano Ronaldo também integrou a delegação que viajou para França para enfrentar o Lyon no dia 26 pela Liga dos Campeões. A Juventus divulgou em comunicado que está a agir "com todas as medidas de isolamento previstas por lei, incluindo o controle de todos aqueles que tiveram contato com o jogador.”

A seleção portuguesa de futebol também já não vai participar no torneio internacional no Qatar, que estava marcado para o final deste mês, e que serviria de preparação para o Euro 2020. O torneio contava também com as seleções da Bélgica, Croácia e Suíça. 

Leia mais

Links externos