De celebridades a políticos, ninguém escapa ao coronavírus | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 12.03.2020

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

De celebridades a políticos, ninguém escapa ao coronavírus

Na semana em que a OMS reconheceu a pandemia de Covid-19, figuras públicas anunciaram ter contraído o coronavírus. Celebridades aderiram à moda das fotografias de máscara numa iniciativa para incentivar a prevenção.

USA, Los Angeles: 92. Oscarverleihung im Dolby Theatre - Tom Hanks und Rita Wilson

Tom Hanks e sua esposa Rita Wilson foram infetadas com coronavirus

Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou a doença Covid-19 como pandemia, destacando "níveis alarmantes de propagação". O novo coronavírus já causou mais de 4,5 mil mortes. Mais de 118 mil pessoas foram infetadas em 114 países. A declaração de pandemia feita pela OMS ocorre na semana em que várias personalidades conhecidas internacionalmente anunciaram publicamente terem contraído o vírus.

A ministra da Saúde do Reino Unido, Nadine Dorries, confirmou que testou positivo para o coronavírus e que tem estado em isolamento em casa. Dorries esteve com o primeiro-ministro Boris Johnson num evento do Dia Internacional da Mulher na semana passada, dia em que terá começado a mostrar sintomas.

Großbritannien 2019 | Nadine Dorries, Gesundheitsministerin

A ministra britânica Nadine Dorries também foi infetada

A pandemia provoca situações inusitadas no meio artístico. O ator Daniel Radcliffe, que interpretou a personagem de Harry Potter nos filmes da saga, foi forçado a negar que tinha corona vírus. Uma conta de Twitter falsa, em nome da BBC News, avançou que Radcliffe seria a primeira figura pública a assumir que tinha testado positivo. A conta fictícia @BBCNewsTonight foi suspensa.

Entre boatos, o coronavírustem abalado verdadeiramente a indústria artística e do entretenimento principalmente nos Estados Unidos. O ator norte-americano Tom Hanks confirmou que tanto ele como a esposa, Rita Wilson, estão com a Covid-19. Os sintomas começaram a surgir durante uma viagem à Austrália, onde o ator está a participar na produção de um filme sobre Elvis Presley.

Concertos e produções canceladas

A estrela pop Miley Cyrus cancelou uma viagem à Austrália onde iria ser cabeça de cartaz de um concerto de beneficência. Madonna também se viu obrigada a cancelar dois concertos em Paris, integrados na tour "Madame X”, depois das autoridades francesas terem proibido aglomerações com mais de mil pessoas. 

USA Rapperin Azealia Banks

Azealia Banks no Coachella em 2015: festival pop foi adiado

A banda Pearl Jam adiou a digressão pelo Canadá e Estados Unidos, afirmando que "a segurança e o bem-estar dos fãs é prioridade máxima”. Um dos festivais de música mais importantes dos Estados Unidos, o Coachella, também foi adiado para outubro. O evento tinha início marcado para 10 de abril na Califórnia.

A séria televisiva "Riverdale” suspendeu as rodagens da quarta temporada depois de um membro da equipa ter contato com uma pessoa que testou positivo para o Covid-19. A série é produzida em Vancouver, no Canadá, pela Warner Bros - que não divulgou o nome da pessoa em questão.

Como incentivo à prevenção, várias figuras públicas têm publicado fotografias nas redes sociais devidamente equipadas. A supermodelo britânica de ascendência jamaicana Naomi Campbell, a primeira mulher negra a fazer a capa da revista "French Vogue”, é uma das mais entusiásticas.

Coronavírus no desporto

A liga de basquete dos Estados Unidos também suspendeu a temporada depois de médicos confirmarem que o francês Rudy Gobert, pivô do Utah Jazz,  está com o Covid-19. A NBA já tinha estabelecido novas regras para isolar os jogadores do público e dos jornalistas, além de considerar opções para transferir jogos para cidades onde ainda não havia infetados. Aparentemente as medidas não foram suficientes.

Alemanha, Itália e Espanha suspenderam campeonatos de futebol devido à pandemia. O jogador de futebol italiano Daniele Rugani, da Juventus, também está com o coronavírus, mas ainda não apresentou sintomas da Covid-19. O defesa de 25 anos estava no banco de suplentes no jogo do último domingo contra o Inter de Milão pelo campeonato italiano.

Juventus vs. Udinese | Daniele Rugani

Rugani do Juventus está infetado com coronavírus

O colega de equipa de Cristiano Ronaldo também integrou a delegação que viajou para França para enfrentar o Lyon no dia 26 pela Liga dos Campeões. A Juventus divulgou em comunicado que está a agir "com todas as medidas de isolamento previstas por lei, incluindo o controle de todos aqueles que tiveram contato com o jogador.”

A seleção portuguesa de futebol também já não vai participar no torneio internacional no Qatar, que estava marcado para o final deste mês, e que serviria de preparação para o Euro 2020. O torneio contava também com as seleções da Bélgica, Croácia e Suíça. 

Leia mais

Links externos