Ciclone Kenneth: Filipe Nyusi pede a agricultores para voltarem a cultivar | Moçambique | DW | 02.05.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Ciclone Kenneth: Filipe Nyusi pede a agricultores para voltarem a cultivar

Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, visita as zonas afetadas pelo ciclone Kenneth e pede à população que retome atividades agrícolas. Garante ainda que está a mobilizar apoios para a reconstrução das áreas destruídas.

Mais de trinta mil hectares de culturas diversas foram dados como perdidos na província nortenha de Cabo Delgado, depois da passagem do ciclone Kenneth. E, segundo o Presidente moçambicano, é necessário voltar urgentemente ao cultivo.

É preciso "trabalhar um pouco, para a vida mais rapidamente voltar ao normal", afirmou o Presidente Filipe Nyusi, que esteve esta quarta-feira (01.05) na ilha do Ibo e em Macomia, dois distritos bastante afetados pelo ciclone.

O chefe de Estado referiu que o abrandamento das chuvas cria condições favoráveis para retomar a campanha agrária e, assim, assegurar o sustento das famílias.

Ouvir o áudio 03:11

Kenneth: Nyusi pede a agricultores para voltarem a cultivar

Por outro lado, Nyusi garante que o Governo está a mobilizar apoios junto dos parceiros para reconstruir as zonas afetadas.

"Nós estamos aqui para ver como é que estão e aquilo que falta e, como Governo, tudo fazer para muito rapidamente conseguirmos restabelecer a vida normal. E vimos as coisas essenciais - a alimentação para os que perderam, o apoio em abrigo e os medicamentos, porque nesta situação podem eclodir muitas doenças", disse o Presidente moçambicano.

Alerta máximo

Na terça-feira, em reunião do Conselho de Ministros, o Executivo moçambicano decidiu alargar as competências do Gabinete de Reconstrução pós-Idai para as províncias de Cabo Delgado e Nampula.

As autoridades de saúde da província de Cabo Delgado estão em alerta máximo face ao diagnóstico de mais de 20 casos de diarreia. O Ministério da Saúde negoceia com parceiros a aquisição de vacinas contra a cólera para a região, onde o ciclone Kenneth afetou quase 180 mil pessoas. 

Assistir ao vídeo 01:43

Pemba: Dias depois do ciclone Kenneth

Chuvas podem abrandar

Depois das intensas chuvas registadas ao longo dos últimos dias, prevê-se que a precipitação comece a abrandar esta quinta-feira (02.05).

"[Para] o dia 1 e o dia 2 estamos a prever a continuação de chuvas em regime moderado, mas poderemos também registar em alguns pontos de forma forte, uma vez que o sistema ainda continua a influenciar na nossa costa", anunciou a delegada provincial do Instituto Nacional de Meteorologia em Cabo Delgado, Maria Angelina.

Por isso, a responsável pede à população que continue alerta: "Apelamos a toda a sociedade para continuar a fazer o acompanhamento das atualizações feitas diariamente, dado que eventos desta natureza, de grande magnitude, têm uma complexidade muito grande."

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados