Niassa em festa com Festival da Cultura de Moçambique | Moçambique | DW | 28.07.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Niassa em festa com Festival da Cultura de Moçambique

Dança, gastronomia e teatro estão em destaque até 30 de julho no Festival Nacional da Cultura de Moçambique, a decorrer na capital do Niassa, Lichinga, e noutros distritos. Um evento para valorizar a moçambicanidade.

Participantes vieram de todas as províncias de Moçambique

Participantes vieram de todas as províncias de Moçambique

Por estes dias, o décimo Festival Nacional da Cultura de Moçambique anima a província do Niassa, que acolhe mais de três mil participantes vindos das 11 províncias do país. O evento arrancou esta quinta-feira (26.07) e visa unir as diferentes culturas do país e reforçar a unidade nacional.

Durante cinco dias, a cidade de Lichinga e os distritos de Sanga, Lago e Chimbunila são palco do mosaico cultural moçambicano, com várias apresentações gratuitas como concertos, poesia e peças de teatro, bem como exposições de gastronomia, artesanato e moda.

Apesar das baixas temperaturas que se registam por estes dias na capital provincial, Lichinga, as delegações provinciais ouvidas pela DW África acreditam no sucesso do festival da cultura. "Vamos trazer toda a nossa cultura e os melhores pratos que nós temos, as melhores danças, teatro e o humor e tudo do melhor para este festival", assegura Manuel Cigarro, que integra a delegação de Tete em Lichinga.

Valorização da nacionalidade

"O Festival Nacional de Cultura é uma autêntica festa, é uma das formas que o governo moçambicano encontrou para fazer as diferentes expressões culturas que caracterizam o país e o mundo inteiro", afirma Euse Patrício, da delegação da província do Niassa, que vê o evento como um momento ímpar de valorização da nacionalidade moçambicana.

Ouvir o áudio 02:33

Niassa em festa com Festival da Cultura de Moçambique

"Estão aqui os grandes espectadores de cultura e achamos que conseguimos trazer aquilo que é o prato típico da província de Niassa. O Niassa tem o pormenor de aglutinar as principais diferenças danças típicas do país, já vistas noutros cantos do país", destaca.

O festival presta também homenagem à rainha Achivangirai, heroína da província do Niassa, sepultada no distrito de Majune. A iniciativa do Governo visa lembrar os feitos de Achivangirai, sobretudo na defesa do seu povo contra o poder colonial.

Na abertura do festival, o Presidente da República de Moçambique, Filipe Nyusi, afirmou que é na cultura que reside a nacionalidade de um verdadeiro povo. "A nossa moçambicanidade assenta os nossos ideais, comportamentos, símbolos e práticas sociais aprendidas e vinculadas ao longo de gerações", salientou.

"Somos um país com um património cultural dos mais ricos e diversificados do mundo, com uma relação forte com a natureza com outros povos e culturas", lembrou ainda o chefe fde Estado.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados