Moçambique: Clubes preocupados com fim antecipado da época desportiva | NOTÍCIAS | DW | 02.10.2020

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Moçambique: Clubes preocupados com fim antecipado da época desportiva

A Federação Moçambicana de Futebol antecipou, por um mês, o encerramento da época desportiva em Moçambique previsto para finais de novembro por causa da pandemia da Covid-19.

O encerramento da época desportiva foi antecipado para 31 de outubro. "Como sabemos que não se realizou futebol em Moçambique todo este ano, então pretendemos dar por encerrada a época no final deste mês", avançou em entrevista à DW África Hilário Madeira, secretário-geral interino da Federação Moçambicana de Futebol (FMF) .

Com esta decisão, escreve a FMF em comunicado, "os representantes de Moçambique nas competições africanas de clubes da Confederação Africana de Futebol (CAF) da época 2019/2020 serão os mesmos da época 2020/2021", nomeadamente o Costa do Sol (liga dos campeões africanos de futebol) e União Desportiva do Songo (Taça Nelson Mandela).

Moçambique pode começar a época mais cedo

A FMF não diz quando irá a abrir a próxima época. O jornalista desportivo Alfredo Júnior considera que "este comunicado [da FMF] revela problemas básicos de comunicação, porque não é de todo esclarecedor."

Mosambik Zimpeto National Stadion in Maputo

A pandemia da Covid-19 colocou um ponto final na época moçambicana com um mês de antecedência

Apesar disso, analisa Júnior, "abre-se aqui uma forte possibilidade de Moçambique alterar o seu calendário futebolístico para estar de acordo com os outros países ao nível continental e da região [austral de África], tal como da Tanzânia, África do Sul [...], que têm as suas épocas desportivas a decorrem de junho, julho e agosto a maio do ano seguinte".

Clubes manifestam surpresa

Os clubes da primeira divisão do futebol moçambicano mostram-se surpresos e preocupados com a declaração do encerramento da época desportiva por parte da FMF.

David Nhassengo, diretor desportivo da Liga Desportiva de Maputo, equipa da primeira divisão, disse à DW África que "o encerramento da época implica logo a abertura de uma nova época. Isso implica, também, a abertura da janela das transferências de jogadores". Nhassengo acrescentou: "O que mais nos preocupa, fora da questão sobre quando é que vai haver o Moçambola, é o tratamento que vai ser dado aos contratos com os atletas".

Para Nhassengo, é importante que a FMF dê a conhecer de imediato os próximos passos para que os clubes também se possam organizar para a época seguinte.

Symbolbild Schiedsrichter Afrika

Os clubes de futebol mostram o cartão amarelo por falta de informação clara

"Nós temos atletas com contratos que terminam em novembro, e a federação tem que nos dizer o que fazer com estes jogadores. Vamos ter que assinar novos contratos? Fazer novos pagamentos aos jogadores que não chegaram a jogar pela Liga?", questiona Nhassengo.

O secretário-geral interino da FMF garante que, até à próxima semana, o órgão vai emitir um comunicado respondendo às questões dos clubes.

E o Moçambola?

A outra incógnita em relação a este processo tem a ver com o arranque ou não do Moçambola ainda este ano. Questionado pela DW África, Hilário Madeira responde apenas que "o Moçambola é da gestão da Liga Moçambicana de Futebol".

Sabe-se que há um movimento nos corredores encabeçado pela Liga Moçambicana de Futebol, a FMF e a Secretaria de Estado de Desportos para garantir o arranque do campeonato nacional em meados de novembro próximo. A DW África tentou, sem sucesso, ouvir a propósito a Liga Moçambicana de Futebol.

Leia mais