Cabo Verde felicita ex-ministra que vai ser conselheira de Guterres | Cabo Verde | DW | 03.07.2020
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cabo Verde

Cabo Verde felicita ex-ministra que vai ser conselheira de Guterres

O Governo cabo-verdiano felicitou "vivamente" a ex-ministra das Finanças Cristina Duarte pela escolha como nova conselheira para África do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres.

"O ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Luís Filipe Tavares, em nome do Governo de Cabo Verde e em seu nome pessoal, felicita vivamente a Cristina Duarte pela sua nomeação para o cargo de conselheira especial do secretário-geral das Nações Unidas para África e aproveita esse ensejo para formular-lhe sinceros votos de sucesso no desempenho das novas funções", disse o chefe da diplomacia cabo-verdiana.

Na mensagem, Luís Filipe Tavares recordou que Cristina Duarte é detentora de uma "longa carreira", tanto no setor público, quanto no privado, tendo exercido, entre outros cargos, o de ministra das Finanças de Cabo Verde, entre 2006 e 2016, nos Governos suportados pelo Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV).

O atual Governo cabo-verdiano, sustentado pelo Movimento para a Democracia (MpD), tem como primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva.

Janira Hopffer Almada

Hopffer Almada: "Sem dúvidas, é um grande marco para Cabo Verde, para África e para as mulheres!"

A presidente do PAICV, Janira Hopffer Almada, também já felicitou Cristina Duarte, considerando que se trata de "um facto que deve orgulhar todo o país".

"Sem dúvidas, é um grande marco para Cabo Verde, para África e para as mulheres! A competência e a seriedade prevalecem sempre! Desejamos-te os maiores sucessos e estamos confiantes que África ganhará!", escreveu Janira Almada na sua página do Facebook,

"África merece-te!"

Por sua vez, José Maria Neves, que foi o primeiro-ministro de Cabo Verde quando Cristina Duarte era ministra das Finanças, disse que se sente orgulhoso e "radiante" pelo que fizeram juntos pelo futuro.

"Sinto-me orgulhoso de ti, sinto-me radiante por tudo o que fizemos juntos pelo futuro. Sucessos. A África merece-te!", escreveu o ex-chefe do Governo de Cabo Verde.

Quem também assinalou o "orgulho" pelo facto foi a presidente do Instituto Cabo-verdiano da Igualdade e Equidade de Género (ICIEG), Rosana Almada.

Assistir ao vídeo 02:31

"Raskoa diTerra": Um projeto que dá voz às mulheres em Cabo Verde

"Mulher cabo-verdiana a integrar a equipa mais paritária de sempre das Nações Unidas. Quando a paridade é um imperativo, quebram-se, naturalmente, os telhados de vidro e todos os outros argumentos ficam para trás", salientou a líder institucional.

A ex-ministra cabo-verdiana substituirá no cargo a namibiana Bience Gawanas.

O percurso de Cristina Duarte

Cristina Duarte chefiou as pastas das Finanças e Planeamento em Cabo Verde, tendo saído do executivo em 2016 depois de 10 anos em cargos governamentais.

Atualmente era membro da Comissão de Especialistas da ONU sobre Administração Pública.

Integrou, com o economista guineense Carlos Lopes, a Comissão de Reforma da União Africana, dirigida pelo presidente do Ruanda, Paul Kagame.

Em 2015, protagonizou a candidatura de Cabo Verde à liderança do Banco Africano de Desenvolvimento, que perdeu para o atual presidente Adesina Akinwimi, da Nigéria.

Antes de participar na vida política, Cristina Duarte dirigiu um projeto do Banco Mundial para o setor privado e foi diretora de planeamento e estudos do Ministério da Agricultura cabo-verdiano.

A indigitada assessora de Guterres trabalhou no Quénia como gestora de relações institucionais e financeiras do Citibank, chegando a vice-presidente da instituição neste país africano.

Assistir ao vídeo 02:24

Cabo Verde: Acordem, rainhas!

Áudios e vídeos relacionados