POBREZA NA ALEMANHA TORNOU-SE COMUM | Escreva sua opinião, comentários, críticas ou sugestões | DW | 23.05.2009
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Sua Opinião

POBREZA NA ALEMANHA TORNOU-SE COMUM

A pobreza na Alemanha, o prêmio para o diálogo entre religiões, a criminalização dos imigrantes e as chances oferecidas pela China foram os temas mais comentados nesta semana. Confira!

default

A pobreza é uma questão muito importante. Se há um preceito constitucional para garantir que sejam criadas condições equivalentes para todos, isto é, um princípio racional e humano muito mais instigante que a simples 'adoção' da democracia, esta é uma oportunidade para que partidos políticos e eleitores decidam por uma sociedade politicamente mais justa de fato! Este é um problema mundial, mas também o resultado desta etapa da globalização. Encontrar desenvolvimento econômico, social e ecológico sustentável é o que buscamos (também no Brasil). Para isso, o indivíduo também precisa mudar! Esperamos que se encontrem saídas em todo o mundo e que se exclua o menos possível indivíduos e países.

Siegfried Fuchs


O problema é a globalização. Hoje não é mais possível competir com os operários chineses. Assim, trabalhadores europeus, japoneses, brasileiros e americanos cada vez mais terão que ganhar menos para poderem continuar com seu antigo trabalho. O problema não é a globalização em si, mas a forma como está sendo feita atualmente. A China mantém um enorme superávit, mas sua moeda é baixa. Pois, caso contrário, como seria possível manter uma taxa cambial tão baixa assim? O mundo ocidental permite essa enorme vantagem aos chineses, em troca de nada. A China é hoje o maior poluidor do planeta, possuindo também um enorme Exército, sendo que, em termos de responsabilidade social perante o resto do mundo, é medíocre.
Masahiky Kamada

ALEMANHA DE TERCEIRA CLASSE

Percebo a pobreza como algo relativo à inserção de um indivíduo ou de um conjunto de indivíduos dentro da sociedade. A pobreza, assim como a riqueza, é um conceito que depende do entorno, do grau de inserção e bem-estar social que proporciona. Dentro desse conceito, indivíduos que possuem uma renda per capita acima da média da população mundial podem ser considerados pobres, se seu entorno não está acessível, ou seja, se não estão inseridos no contexto social.
João Mendes


PRÊMIO PARA O DIÁLOGO ENTRE RELIGIÕES PROVOCA POLÊMICA

Não é justo a imprensa europeia publicar essas caricaturas de Maomé, vis-à-vis a dívida histórica que a Europa tem com o mundo islâmico (lembrem-se das Cruzadas!). Ademais, não se veem caricaturas de Jesus Cristo nem de São Francisco – personagens eminentemente europeias do ponto de vista histórico e ideológico – no Oriente Médio. É um desrespeito, sim. Uma provocação a mais, desnecessária num mundo tão conturbado. É uma piada dizer que a Europa é liberal. Basta ver com que "liberalidade" o tal bispo alemão reagiu à opinião de um escritor de origem iraniana sobre o significado da crucificação.
Ricardo Wilson A. da Cruz


CRIMINALIZAÇÃO DOS IMIGRANTES

Sabe quando os filhos da vizinha vão à sua casa e você os agrada e trata bem porque os considera amigos de seu filho? O que você sente quando seus filhos vão à casa da tal vizinha e não são bem recebidos, pelo contrário, são tratados com desprezo? Pois então! É como se sentem os brasileiros em relação às novas leis de imigração em andamento na Itália! Se nossas leis se endurecerem para com os italianos, não terão nem o direito de se sentir ofendidos! O que mais temos como imigrante em São Paulo é italiano! Sou neta de um casal italiano! Vejo que não há reciprocidade da Itália para com o Brasil! É ofensivo!

Mary Tommasi

EMPRESÁRIOS ALEMÃES VEEM CRESCENTES CHANCES NA CHINA

A China, um país de cultura milenar, com seu regime comunista em transição, se deixa seduzir pelo capitalismo envolvente, principalmente através da globalização. Na América Latina, o Brasil se apresenta como um grande parceiro dos asiáticos, principalmente agora com um aporte de 10 bilhões de dólares de financiamento chinês para a exploração de petróleo abaixo da camada do pré-sal na costa brasileira. Com isso, o Brasil se impõe como país exportador de petróleo para a China. A China leva grande vantagem pela mão-de-obra local muitíssimo barata e sem qualificação. No Brasil, é diferente, apesar da concentração de renda ainda ser grande. O Brasil leva vantagem com esta megaparceria selada agora com os chineses.
Ricardo Butterby

INTEGRAÇÃO DIVIDE BRASILEIROS NA ALEMANHA

Nunca tive problemas na Alemanha ou ouvi comentários preconceituosos, apesar de ter vivido em uma região rica como a de Düsseldorf e vizinhanças. Penso que a adaptação está ligada ao aprendizado da língua.
Christine Garcia Barbosa




Leia mais