Ataque em mercado deixa pelo menos 13 mortos na Nigéria | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 02.12.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Ataque em mercado deixa pelo menos 13 mortos na Nigéria

Segundo as autoridades, ataque suicida terá sido organizado pelo grupo extremista Boko Haram. Além das vítimas mortais, há 53 feridos.

default

Outro ataque suicida deixou 50 mortos numa mesquita em Mubi, na semana passada

As autoridades nigerianas informaram que um ataque suicida supostamente protagonizado pelo grupo extremista Boko Haram deixou pelo menos 13 mortos num mercado, este sábado (02.12), na cidade de Biu, no nordeste da Nigéria.

De acordo com a líder comunitária Aliyu Idrisa, entrevistada pela agência Reuters, as explosões ocorreram enquanto voluntários distribuíam comida a pessoas afetadas pelo conflito com o Boko Haram, que já dura há oito anos naquela região.

Mohammed Maliya, que faz parte do esforço de resgate na cidade de Biu, diz que o ataque foi realizado por duas mulheres. Além das 13 vítimas mortais, que não incluem as duas atacantes suicidas, outras 53 pessoas ficaram feridas, informou a polícia.

O ataque de sábado ocorreu a cerca de 185 quilómetros da cidade de Maiduguri, onde o grupo extremista islâmico Boko Haram foi formado. O grupo usa cada vez mais mulheres e crianças para realizar ataques. Muitos deles são sequestrados e doutrinados no extremismo.

Governo ainda luta contra o Boko Haram

Na semana passada, um atentado suicida numa mesquita na cidade de Mubi matou pelo menos 50 pessoas, um dos ataques mais mortíferos dos últimos anos no país.

O Governo disse o que seu plano de longo prazo para o nordeste é abrigar os civis dentro de cidades fortificadas e efetivamente ceder o campo ao Boko Haram.

Esse plano e uma série de ataques mortais levantaram questões sobre as afirmações do Governo nigeriano e militares de que a insurgência islâmica do grupo Boko Haram tenha sido quase extinta.

Leia mais