ONU acompanha acontecimentos no Brasil e pede calma | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 12.05.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Brasil

ONU acompanha acontecimentos no Brasil e pede calma

Após afastamento de Dilma, secretário-geral das Nações Unidas pede calma e diálogo a todos os setores da sociedade e diz confiar que processo democrático e Constituição serão respeitados.

Ban Ki-moon diz estar acompanhando situação política no Brasil

Ban Ki-moon diz estar acompanhando situação política no Brasil

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou nesta quinta-feira (12/05) que está monitorando os acontecimentos no Brasil e pediu calma, além de diálogo, depois da votação no Senado que autorizou a abertura do processo de impeachment, que resultou no afastamento da presidente Dilma Rousseff.

Em comunicado, Ban afirmou que está acompanhando de perto os recentes acontecimentos políticos no Brasil e disse confiar que as autoridades brasileiras respeitarão a Constituição. "O secretário-geral pede calma e diálogo entre todos os setores da sociedade. Ele confia que as autoridades do país honrarão o processo democrático, obedecendo às leis e à Constituição", disse o porta-voz da ONU Stephane Dujarric.

Ban ressaltou ainda as "importantes contribuições" do Brasil para o trabalho das Nações Unidas.

Dilma foi afastada da Presidência após o Senado aprovar, por 55 votos a favor e 22 contra, a admissibilidade do processo de impeachment. Com o resultado, o vice-presidente Michel Temer assumiu interinamente a Presidência da República e permanece no cargo, por no mínimo 180 dias, período no qual o Congresso decidirá sobre o futuro de Dilma no comando do país.

CN/rtr/efe

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados