Nova edição de ″Minha luta″ está na mira de promotores alemães | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 28.05.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Nova edição de "Minha luta" está na mira de promotores alemães

Promotoria de Bamberg investiga planos de editora de relançar o livro sem notas críticas. Obra caiu em domínio público no início de 2016, mas publicação pode configurar crime de incitação ao ódio.

Promotores da cidade de Bamberg, no sul da Alemanha, afirmaram esta semana que estão investigando os planos de uma editora de lançar uma nova edição do livro Minha luta (Mein Kampf), de Adolf Hitler, sem notas críticas, uma ação que pode configurar crime de incitação ao ódio.

A editora Der Schelm, sediada em Leipzig, no leste do país, afirmou em seu site que vai lançar a versão integral de 1943 do polêmico livro de Hitler, escrito entre 1924 e 1926 e a principal base da ideologia nazista.

O proprietário da editora, Adrian Pressinger, confirmou na última quarta-feira (25/05) a intenção de publicar o livro no verão europeu em sua versão original, mas não especificou formato nem onde seria impresso. Em 2002, Pressinger foi condenado por incitação ao ódio, uso de símbolos de organizações inconstitucionais e glorificação da violência na Alemanha.

Depois da morte do ditador, em 1945, os direitos de publicação da obra de Hitler ficaram em poder das autoridades da Baviera e entraram em domínio público no início de 2016. Como a publicação não pode mais ser proibida com base na legislação de direitos autorais, a obra pode, em tese, ser publicada por qualquer pessoa. Porém, autoridades alemãs já afirmaram que tentativas de fazê-lo podem configurar crime de incitação ao ódio.

No início de 2016 foi lançada uma polêmica edição crítica de Minha luta, elaborada por historiadores e com milhares de notas explicativas. O livro se tornou um best seller na Alemanha.

FC/rtr/epd/dpa

Leia mais