1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Foto: picture alliance/Mary Evans Picture Library

Brasil bate recorde, com 1,6 milhão de casos de dengue

15 de janeiro de 2016

Segundo Ministério da Saúde, número de infecções em 2015 aumentou 178% em relação ao ano anterior. Maior epidemia da doença fez 843 vítimas. País registra três mortes por chikungunya, também causada pelo Aedes aegypti.

https://www.dw.com/pt-br/brasil-bate-recorde-com-16-milh%C3%A3o-de-casos-de-dengue/a-18983572

O Brasil registrou mais de 1,6 milhão de casos de dengue em 2015, um aumento de 178% em relação a 2014, anunciou o Ministério da Saúde nesta sexta-feira (15/01).

A maior epidemia da doença já ocorrida no país desde o início da série histórica, em 1990, provocou 843 mortes, quase o dobro do que ano anterior.

Os dados levam em conta o período entre 4 de janeiro de 2015 e 2 de janeiro deste ano. Antes, o maior número de infecções tinha sido registrado em 2013, quando foram notificados cerca de 1,4 milhão de casos.

São Paulo é o estado que concentrou o maior número de ocorrências – passou de mais de 225 mil, em 2014, para cerca de 730 mil, em 2015. No país, o pico de infecções se concentrou no mês de abril.

Já Goiás, teve a maior incidêndia de dengue, com 2,5 mil casos para cada mil habitantes. Outros 22 estados registraram aumento no número de casos.

O mosquito Aedes aegypti também é transmissor da febre chikungunya, que fez três mortos e infectou mais de 7,8 mil pessoas em 2015, além do vírus zika, que tem provocado o aumento de casos de microcefalia em recém-nascidos.

Nesta sexta, a presidente Dilma Rousseff autorizou a liberação de 1,27 milhão de reais para a área de vigilância da saúde, que inclui ações de combate à proliferação do mosquito.

KG/abr/ots