1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Nomeada cinco vezes, cantora britânica Adele recebeu cinco prêmios
Nomeada cinco vezes, cantora britânica Adele recebeu cinco prêmiosFoto: Reuters/M. Blake

Adele foi a estrela do Grammy 2017

Bettina Baumann ca
13 de fevereiro de 2017

Cantora britânica foi a grande vencedora do prêmio considerado o Oscar da música. Ela levou cinco troféus para casa, assim como a lenda do pop David Bowie, homenageado postumamente.

https://www.dw.com/pt-br/adele-foi-a-estrela-do-grammy-2017/a-37528903

Já no início da cerimônia do 59° Grammy, realizada neste domingo (12/01) no Staples Center, em Los Angeles, ela foi o centro das atenções: com sua canção Hello, Adele abriu a entrega do prêmio considerado o Oscar da música. E os holofotes permaneceram voltados para ela ao longo da noite.

Adele recebeu cinco nomeações – e foi premiada cinco vezes, inclusive nas duas categorias principais, Gravação do Ano e Canção do Ano, com o sucesso Hello. Além disso, 25 foi premiado com o Melhor Disco do Ano.

Com lágrimas nos olhos, ela homenageou em seu discurso de agradecimento a concorrente Beyoncé: "A artista da minha vida é Beyoncé", disse a britânica, acrescentando que o álbum da cantora americana Lemonade seria um marco.

Adele também recebeu os Grammys de Melhor Perfomance Pop Solo (por Hello) e Melhor Álbum Vocal Pop (25). Ao longo da carreira, a cantora já recebeu 15 Grammys.

Beyoncé chamou a atenção com sua performance e seu figurino
Beyoncé chamou a atenção com sua performance e seu figurinoFoto: Reuters/L. Nicholson

Dois prêmios para diva do pop

Neste ano, Beyoncé recebeu apenas dois prêmios: Lemonade foi eleito o Melhor Álbum Urbano Contemporâneo e Formation levou o Grammy de Melhor Clipe. A diva do pop acumula agora um total de 22 Grammys, três dos quais com sua antiga banda Destiny's Child.

Caetano Veloso e Gilberto Gil foram nomeados para concorrer ao Melhor álbum de World Music com Dois amigos, um século de música, mas perderam para a violoncelista Yo-Yo Ma e seu grupo Silk Road Ensemble, que concorreram com Sing me home.

Apesar de várias nomeações, os alemães só conseguiram levar um Grammy para casa: a cantora de ópera Dorothea Röschmann venceu na categoria Melhor Álbum Vocal Clássico Solo com Schumann & Berg, junto a Shakespeare Songs de Ian Bostridge.

Homenagem póstuma a David Bowie

David Bowie recebeu cinco Grammys póstumos por seu último álbum de estúdio, Blackstar. A lenda do pop foi premiada nas categorias Melhor Perfomance Rock, Melhor Canção Rock, Melhor Álbum de Música Alternativa, Melhor Pacote de Gravação e Projeto Gráfico de Capa, e Melhor Engenharia de Álbum Não Clássico.

Bowie morreu no dia 10 de janeiro de 2016, dois dias depois de Blackstar ser lançado em 69° aniversário.

James Hetfield e Lady Gaga no Grammy Awards 2017
James Hetfield e Lady Gaga dividiram o palco e o microfoneFoto: Reuters/L. Nicholson

Perfomances emocionantes

As perfomances ao vivo de várias estrelas da música são elementos fundamentais da noite do Grammy. Neste ano, apresentaram-se, entre outros, Daft Punk, Alicia Keys, John Legend, Metallica, Lady Gaga, Adele e Beyoncé.

Aos 35 anos, Beyoncé não economizou glamour e extravagância: usando um vestido dourado e colado no corpo, uma imensa tiara que lembrava o halo da Virgem Maria e imensos brincos, ela cantou sucessos como Sand Castles do álbum Formation.

Além disso, imagens holográficas a mostravam grávida e seminua. Com a apresentação, Beyoncé quis chamar atenção para o papel das mulheres e mães. "Sua mãe é uma mulher – e mulheres como ela não podem ser mantidas enjauladas", cantou a americana.

Adele se emocionou ao final do tributo a George Michael no Grammy Awards 2017
Adele se emocionou ao final do tributo a George MichaelFoto: Reuters/L. Nicholson

Lady Gaga e os metaleiros

Neste ano, Lady Gaga não foi nomeada para nenhuma categoria, mas chamou atenção ao lado da banda pioneira do heavy metal Metallica. Mais uma vez, a cantora demonstrou sua versatilidade, e o metaleiro James Hetfield, sua espontaneidade: os dois dividiram o mesmo microfone, depois que o de Hetfield falhou no início do show.

Além de abrir a apresentação deste ano, a vencedora da noite, Adele, também teve a honra de cantar em homenagem ao falecido George Michael. No entanto, a apresentação não transcorreu sem falhas, o que afetou visivelmente a cantora. Quando estava no meio da canção Fast Love, de Michael, ela parou, vociferou e iniciou novamente. "Em memória dele, eu não posso errar."

Ao final da apresentação, os espectadores no Staples Center aplaudiram de pé a cantora de 28 anos, que não pôde conter as lágrimas. No ano passado, Adele também teve de enfrentar problemas de som durante a sua canção All I Ask. Naquela ocasião, apesar de falhas no microfone e no piano, ela não parou no meio da canção.