Quartel do Carmo: Onde tudo se decidiu | 25 de Abril e Independências | DW | 20.11.2013
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

25 de Abril e Independências

Quartel do Carmo: Onde tudo se decidiu

Marcello Caetano refugiou-se no quartel da Guarda Nacional Republicana (GNR), mas os homens de Salgueiro Maia foram no seu encalço.

Ao receber informações sobre a revolução em curso, o presidente do Conselho de Ministros, Marcello Caetano, refugiou-se aqui, no quartel da Guarda Nacional Republicana (GNR), no Largo do Carmo. Os homens de Salgueiro Maia foram no seu encalço.

À medida que a população se junta no local, e porque Caetano não dá sinais de se render, o Posto de Comando do MFA manda abrir fogo. O principal comandante das operações, Otelo Saraiva de Carvalho, ainda recorda a resposta de Salgueiro Maia: "Quem paga os vidros?", terá perguntado Maia pelo rádio. Otelo disse ao capitão para não se preocupar com isso.

Depois de uma rajada de metralhadora, Marcello Caetano acaba por ceder. Mas faz questão de "passar o poder" ao general António de Spínola e não ao capitão Salgueiro Maia.

Marcello Caetano tritt zurück

Depois de se render, Marcello Caetano foi transportado para fora do Largo do Carmo pelos militares da revolução

Áudios e vídeos relacionados