1. Ir para o conteúdo
  2. Ir para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Mosambik - Tankstelle Petromoc
Foto: DW/L. Matias

Petrolíferas moçambicanas admitem subida de preços

Lusa
20 de janeiro de 2022

Associação Moçambicana de Empresas Petrolíferas prevê um aumento de preços de combustíveis em fevereiro. Segundo a associação, o barril de crude tem atingido preços recorde relativamente aos últimos sete anos.

https://p.dw.com/p/45qvD

A Associação Moçambicana de Empresas Petrolíferas (Amepetrol) admitiu esta quinta-feira (20.01), em comunicado, que a subida do preço do petróleo se deve reflitir no mercado doméstico de combustíveis a partir de fevereiro.

"A Amepetrol informa que os níveis das reservas nacionais permitem manter a estabilidade do fornecimento doméstico até ao próximo mês de fevereiro, altura em que os novos preços dos mercados internacionais se refletirão nas importações nacionais", lê-se no documento.

A associação sublinha que o crude tem atingido preços recorde relativamente aos últimos sete anos, cotado hoje na casa dos 88 dólares por barril.

Em Moçambique, todo o combustível é importado e a regra de cálculo para os preços de venda ao público tem em conta o preço do barril de crude e a taxa de câmbio do metical, moeda moçambicana, prevendo atualizações sempre que haja variações superiores a 3%.

Adriano Maleiane
Adriano Maleiane, ministro das Finanças Foto: Roberto Paquete/DW

Preços das energias aumentam

Os preços dos produtos petrolíferos no país subiram pela última vez em outubro, entre 7% e 22%, e o ministro da Economia e Finanças, Adriano Maleiane, disse na altura que o aumento ficou abaixo do que as regras de cálculo preveem.

Segundo referiu Adriano Maleiane, foi uma forma de para proteger a economia devido aos prejuízos causados pela Covid-19. "Temos de fazer as coisas de forma gradual até estarmos de novo na fórmula", disse, no Parlamento.

Por outro lado, o ministro dos Recursos Minerais e Energia, Max Tonela, considerou o aumento de outubro inevitável devido à necessidade de evitar um colapso no setor.

O gás de cozinha subiu em outubro 22%, passando para 71,02 meticais por quilo (99 cêntimos no câmbio atual), a gasolina subiu 10% para 69,04 meticais por litro (96 cêntimos) e o gasóleo aumentou 7% para 61,71 meticais (86 cêntimos).

Como vivem as crianças em situação de rua em Moçambique?

Saltar a secção Mais sobre este tema
Saltar a secção Conteúdo relacionado