Mohamed Salah eleito melhor jogador africano de 2018 | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 09.01.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Mohamed Salah eleito melhor jogador africano de 2018

Avançado egípcio Mohammed Salah foi eleito o melhor jogador africano de 2018 numa cerimónia realizada pela CAF, em Dacar.

Fußball The Best Fifa Award 2018 in London l Mohamed Salah (picture-alliance/AP Photo/F. Augstein)

Mohamed Salah

O avançado egípcio Mohamed Salah (Liverpool) conquistou na terça-feira (08.01), pelo segundo ano consecutivo, o prémio de melhor jogador africano do ano, concedido pela Confederação Africana de Futebol (CAF).

Mohamed Salah, que era o favorito, venceu o seu colega senegalês Sadio Mané e outro artilheiro do campeonato inglês, o gabonês Pierre-Emerick Aubameyang (Arsenal) numa cerimónia realizada na capital senegalesa, Dacar.

Salah, tornou-se assim no quarto jogador africano a ganhar o troféu duas vezes seguidas, após o senegalês El Hadji Diouf (2001, 2002), Samuel Eto'o (2003, 2004) e o marfinense Yaya Toure (2011, 2012).

"Dedico este prémio ao meu país, o Egito", disse numa breve declaração o vencedor, antes dos discursos do presidente da CAF, Ahmad Ahmad, e do Presidente da Libéria, George Weah, ex-jogador de futebol e o único africano até agora a ser galardoado com a bola de ouro.

CAF Präsident Ahmad (picture-alliance/NurPhoto/M. Mustafa)

Ahmad Ahmad

O prémio para a melhor jogadora do ano foi para a sul-africana Chrestinah Thembi Kgatlana, a artilheira do CAN 2018 Feminina, e também autora do melhor golo marcado em 2018 no continente.

O selecionador do Marrocos, Hervé Renard, foi considerado pela terceira vez o treinador do ano para uma equipa masculina, enquanto o título de melhor treinadora de uma equipe feminina foi atribuído a Desiree Ellis, da seleção da África do Sul, finalista do CAN-2018 e privada de título pela Nigéria no termo de grandes penalidades.

O prémio para a melhor equipa feminina também foi concedido à Nigéria, enquanto a Mauritânia foi distinguida como a melhor das equipas masculinas.

O prémio para o melhor presidente da Federação foi entregue pelo presidente da FIFA, Gianni Infantino, ao marroquino Fouzi Lekjaa.

"É sempre um prazer estar em África", disse o Presidente da FIFA, Infantino, atualmente a realizar um périplo pela África Ocidental, tendo na cerimónia em Dacar elogiado o que considerou ser "um continente que vive o futebol com entusiasmo, coração e emoção".

O marroquino Achraf Hakimi, do Borussia Dortmund (Alemanha), foi escolhido como o melhor jogador jovem do continente.

 

Leia mais