Eleição novamente adiada na Somália | NOTÍCIAS | DW | 25.07.2021

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Eleição novamente adiada na Somália

A Somália voltou a adiar uma eleição no país, que já tem sido adiada há meses. O pleito para o senado, marcado para este domingo (25.07), foi adiado, segundo avançou o porta-voz oficial, sem no entanto explicar razões.

Somalia Präsidentschaftswahl

Mulher vota na Somália (foto de arquivo).

Além da informação avançada pelo porta-voz oficial do Governo, Mohamed Ibrahim Moalimu, à agência de notícias AFP, um membro da comissão eleitoral  da Somália, que desejou permanecer anónimo,  disse que as regiões não tinham apresentado as listas de candidatos a tempo, nem tinham criado comissões eleitorais locais.

Na semana passada, a milícia islámica Al Shabaab tinha advertido os políticos contra a participação nas eleições. A milícia, com ligações à rede extremista Al Qaeda, controla grandes partes do interior da Somália. Luta contra o Governo internacionalmente reconhecido de Mogadíscio, contra o qual realiza ataques.

A eleição no país tem sido repetidamente adiada devido a disputas políticas. Algo que desencadeou uma crise constitucional neste já instável estado da África Oriental, onde a guerra civil agrava-se há anos. Como resultado, tem havido também confrontos violentos entre tropas governamentais e apoiantes da oposição.

Apenas em junho é que os líderes políticos da Somália acordaram as datas para as eleições. Segundo o acordo, a eleição para o denado teria lugar neste domingo (25.07) e a eleição para a presidência a 10 de outubro.

Assistir ao vídeo 02:05

Praia do Lido em Mogadíscio: De zona interdita a local de lazer