Cabo Verde: MpD proclama vitória nas eleições legislativas | Cabo Verde | DW | 19.04.2021

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cabo Verde

Cabo Verde: MpD proclama vitória nas eleições legislativas

Com o resultado, Ulisses Correia e Silva deverá ser reconduzido ao cargo de primeiro-ministro. Presidente do PAICV, Janira Hopffer Almada, pedirá demissão após derrota: "Penso que na política é preciso ser coerente".

O Movimento para a Democracia (MpD) renovou o mandato nas eleições legislativas realizadas este domingo (18.04), segundo os resultados provisórios oficiais. Apurados mais de 98% dos votos, o partido lidera a votação global, com 49% - o equivalente a 109.376 votos e 36 deputados confirmados.

A hora do fecho desta reportagem faltavam apurar três dos 72 mandatos, mas tudo aponta que o MpD conseguirá dois - um no círculo da América, o outro no círculo da Europa e Resto do Mundo. O terceiro deverá ficar com o Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) no círculo da Europa.

O MpD deve garantir a maioria absoluta, tendencialmente com 38 deputados. O PAICV ficará com 30, e a União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID) com quatro assentos no Parlamento.

Kap Verde | Parlamentswahlen | Ulisses Correia e Silva

Correia e Silva: "Estamos aqui para continuar o trabalho"

O presidente do MpD, Ulisses Correia e Silva - que será reconduzido ao cargo de primeiro-ministro - disse que esta foi "uma vitória de Cabo Verde” num contexto difícil de pandemia de Covid-19 e três seca severa.

"Conseguimos com os cabo-verdianos dar a volta e estamos aqui para continuar um bom trabalho, colocar Cabo Verde no caminho seguro para o desenvolvimento", comemorou.

Prioridades do Governo

No discurso de vitória, Ulisses Correia e Silva traçou como prioridade imediata a massificação da vacinação contra Covid-19, visando atingir mais de 70% da população até final do ano. "Vamos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para que isso se concretize. É a porta de esperança e o melhor instrumento para o combate à doença", disse.

A segunda grande prioridade para o novo mandado, segundo Ulisses Correia, é eliminar a pobreza extrema em Cabo Verde.

"Eu não tenho dúvidas de que iremos conseguir essa meta com programas muito assertivos. Não só de retoma do crescimento económico, mas de proteção e apoio social", disse.

Wahlen in Kap Verde

Almada (cent.) deve pedir demissão da presidência do PAICV

O líder do MpD também apontou o dedo ao PAICV, o principal partido da oposição. 'Houve perdedores. Os que fizeram da política a forma de ataque não ao Governo nem ao MpD, mas ataque ao país. [Fizeram] política de terra queimada, uma oposição pouco contributiva, negacionista e muito negativa".

Pedirá demissão

Analisando os resultados, a presidente do PAICV, Janira Hopffer Almada, anunciou que vai pedir demissão da liderança do partido.

"Penso que na política é preciso ser-se coerente e consequente. Retiro consequências políticas dos resultados destas eleições. Por isso, nos próximos dias, apresentarei a minha demissão como presidente do PAICV aos órgãos do partido", anuncia Almada.

Wahlen in Kap Verde

Monteiro: "UCID entende que é preciso um novo rumo"

Em relação à legislatura cessante, a UCID sobe de três para quatro deputados no Parlamento, o que para o seu presidente, António Monteiro, é uma vitória "na medida em que os objetivos que o partido colocou eram nobres e interessantes".

Monteiro salienta, porém, que o partido entende "que o país precisava de um novo rumo".

Quanto as restantes forças políticas - Partido do Trabalho e Solidariedade (PTS), Partido Popular (PP) e Partido Social Democrático (PSD) não atingiram sequer 1% de votos cada.

Assistir ao vídeo 01:20

Cabo-verdianos votam em eleições legislativas

Leia mais