1. Ir para o conteúdo
  2. Ir para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Südsudan freigelassene Kindersoldaten in Pibor
Foto ilustrativaFoto: Getty Images/AFP/C. Atiki Lomodong

Cabo Delgado: Crianças-soldado libertadas

AFP
6 de outubro de 2021

O exército moçambicano resgatou crianças raptadas e recrutadas à força pelo grupo jihadista Al-Shabab no norte de Moçambique, disse terça-feira (05.10.) a ONU.

https://p.dw.com/p/41KKA

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) não pôde dar mais detalhes sobre o número de jovens envolvidos, por medo de comprometer os esforços para a libertação de mais crianças.

"Crianças foram resgatadas, não libertadas" pelos militantes do exército moçambicano, disse em Genebra o porta-voz da UNICEF, James Elder. As crianças foram salvas pelas "forças do Governo", acrescenta.

O Al-Shabab, ligado ao Estado Islâmico, tem aterrorizado a região de Cabo Delgado, rica em gás, desde 2017, invadindo vilas e cidades na tentativa de estabelecer um califado.

A insurgência ficou mais ousada, com ataques incluindo um coordenado a Palma em março de 2021 que deixou dezenas de mortos e milhares de desabrigados.

Na semana passada, a Human Rights Watch disse que o Al-Shabab sequestrou centenas de meninos no nordeste da província nortenha e os forçou a juntarem-se às suas fileiras como crianças-soldados. 

Mosambik Flüchtlinge aus Palma in Pemba
A insurgência em Cabo Delgado já deslocou milhares de pessoasFoto: DW

Violência sexual contra meninas

"Há milhares de crianças deslocadas” desde os ataques de março, disse Elder. "Nessas áreas, consideramos milhares de crianças em risco e certamente nenhuma criança foi libertada até agora".

"Eu gostaria de dar mais detalhes sobre as crianças resgatadas, mas é claro que não queremos colocar em risco nenhuma negociação em andamento", sublinhou.

Elder disse que conforme o acesso humanitário a Cabo Delgado começava a melhorar, havia cada vez mais relatos de sequestros e uso de crianças em grupos armados.

Garante que a UNICEF tinha certas evidências de violência sexual contra meninas e casamentos forçados de meninas.  

Elder disse que o material de vídeo assegurado pelas forças armadas num campo de treinamento abandonado - que a UNICEF ainda não foi capaz de verificar - parece mostrar crianças sequestradas de até cinco anos "manuseando armas e sendo doutrinadas para lutar".    

Outros relatos recentes de sequestros deixaram "poucas dúvidas de que as crianças estão a ser recrutadas à força por este grupo armado não estatal", disse ele. 

"Todas as medidas viáveis ​​devem ser tomadas para garantir que as crianças sejam desmobilizadas, desligadas ou de outra forma liberadas, e que recebam todos os serviços de proteção adequados para a sua reintegração social.

Nigeria Maiduguri Flüchtlingslager
UNICEF concerta esforços com o Governo para apoiar as crianças em Cabo DelgadoFoto: Reuters/A. Akinleye

Colaboração entre UNICEF e Governo

Crianças associadas a grupos armados são tratadas principalmente como sobreviventes de violações de padrões legais internacionais.

O UNICEF disse estar a trabalhar com o Governo moçambicano para apoiar a saúde física e mental dos soldados resgatados e ajudar na sua reintegração segura nas suas comunidades.  

A agência da ONU também tem treinado as forças moçambicanas sobre o que fazer caso encontrem crianças com grupos armados

A insurgência matou mais de 3.300 pessoas - metade delas civis - e desalojou pelo menos 800.000 de suas casas nos últimos quatro anos.   

Em julho, Ruanda enviou 1.000 soldados para ajudar Moçambique e vários vizinhos do país, liderados pela África do Sul, fizeram o mesmo.

Novas esperanças para deslocados em Cabo Delgado

Saltar a secção Mais sobre este tema
Saltar a secção Conteúdo relacionado