1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW

Vacina é um bem público global, diz chefe da ONU

18 de dezembro de 2020

[Vídeo] Na Alemanha, António Guterres defende que imunizantes contra covid-19 devem ser "acessíveis para todas as pessoas em todos os lugares", e celebra países que se guiam pela ciência na pandemia. "Sabemos pela história que a política baseada no ódio leva ao desastre."

https://www.dw.com/pt-br/vacina-%C3%A9-um-bem-p%C3%BAblico-global-diz-chefe-da-onu/video-55992539

Em pronunciamento ao Parlamento alemão na ocasião dos 75 anos da fundação da ONU, António Guterres disse:

"Precisamos de uma visão cosmopolita para um futuro melhor, e ainda assim vemos em muitos lugares a tendência ao isolamento. Um afastamento dos valores do Iluminismo, a maior contribuição da Europa para a civilização, um perigoso impulso para a irracionalidade. E um aumento no discurso de ódio, antissemitismo, fanatismo islamofóbico e outras formas de discriminação. Sabemos pela história que a política baseada no ódio leva ao desastre."


"Gostaria de expressar minha profunda gratidão por seus primeiros passos. Vocês foram guiados pela ciência. Também gostaria de expressar meu profundo agradecimento pela condução equilibrada, firme, compassiva e sábia da chanceler federal Merkel e seu governo. Estudos mostram que as líderes mulheres, durante a pandemia de covid-19, levaram a resultados mais eficazes."


"Agora é importante que as vacinas sejam vistas como um bem público global. Elas devem ser acessíveis e pagáveis para todas as pessoas em todos os lugares."


"A maior ameaça à nossa segurança não vem das guerras, mas da guerra suicida contra a natureza. A ameaça climática é uma realidade. Vemos os perigos aumentando a cada dia. A biodiversidade está entrando em colapso. Os ecossistemas estão desaparecendo. Os desertos estão aumentando. Os oceanos estão poluídos e sobreexplorados. Os recifes de corais estão morrendo. Incêndios e inundações apocalípticos, furacões e ciclones, temperaturas escaldantes. Sem uma ação coordenada, até o final do século, é esperado um aquecimento global superior a 3 graus."