Senado cria comissão do impeachment | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 25.04.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Brasil

Senado cria comissão do impeachment

Plenário da Casa elege os 21 senadores para compor a comissão especial que analisará pedido de afastamento da presidente Dilma Rousseff. Senador Raimundo Lira é indicado pelo PMDB para presidir colegiado.

Senado cria comissão do impeachment

Senado elege 21 membros da comissão especial que analisará impeachment

O Senado estabeleceu nesta segunda-feira (25/04) a comissão especial que analisará o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Por meio de eleição, o plenário da Casa aprovou a chapa com os 21 titulares e 21 suplentes do colegiado.

A comissão deve se reunir na terça-feira para eleger seu presidente e definir o relator. O senador Raimundo Lira é indicado pelo PMDB para presidir o colegiado. Dos 21 titulares eleitos, apenas cinco têm voto declaradamente garantido à permanência de Dilma na Presidência.

Assistir ao vídeo 03:07
Ao vivo agora
03:07 min

Como funciona o processo de impeachment

Após a instalação da comissão, o relator tem dez dias úteis para apresentar o parecer sobre a admissibilidade da abertura do processo. Depois disso, o parecer é votado pelos integrantes do colegiado. A maioria simples é necessária para a aprovação.

O documento segue para o plenário, onde será lido e, após 48 horas, votado nominalmente pelos senadores. Para a votação valer, é necessária a presença de pelo menos 41 dos 81 senadores. Para ser aprovado, é preciso maioria simples dos parlamentares presentes. A expectativa é que o parecer seja votado em plenário no dia 12 de maio.

Confira os senadores titulares da comissão:

Dário Berger (PDMB-SC)

Raimundo Lira (PMDB-PB)

Rose de Freitas (PMDB-ES)

Simone Tebet (PMDB-MS)

Waldemir Moka (PMDB-MS)

Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP)

Antonio Anastasia (PSDB-MG)

Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)

Ronaldo Caiado (DEM-GO)

Gleisi Hoffmann (PT-PR)

José Pimentel (PT-CE)

Lindbergh Farias (PT-RJ)

Telmário Mota (PDT-RR)

Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE)

Romário (PSB-RJ)

Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM)

Ana Amélia (PP-RS)

Gladson Cameli (PP-AC)

José Medeiros (PSD-MT)

Wellington Fagundes (PR-MT)

Zezé Perrella (PTB-MG)

CN/abr/rtr

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados