Série ″Deutschland 86″ revive vésperas do colapso do comunismo | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 19.10.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Cultura

Série "Deutschland 86" revive vésperas do colapso do comunismo

Depois do sucesso mundial de "Deutschland 83", segunda temporada estreia em streaming. Pano de fundo são os anos finais da Alemanha Oriental, passando pelo apartheid na África do Sul e os bastidores da Cortina de Ferro.

Cena de Deutschland 86, com os personagens Martin Rauch (Jonas Nay) e Lenora (Maria Schrader)

Cena de "Deutschland 86", com os personagens Martin Rauch (Jonas Nay) e Lenora (Maria Schrader)

É 1986, e o comunismo está se desmoronando. A República Democrática Alemã (RDA), sob regime socialista, esta indo à falência, enquanto na União Soviética se fala de reformas abrangentes, segundo as políticas glasnost e perestroika do presidente Mikhail Gorbachev.

Depois de ser banido para Angola, em seguida a uma missão fracassada na Alemanha Ocidental (RFA), o espião Martin Rauch – interpretado por Jonas Nay na série Deutschland 86 – é novamente convocado para trabalhar com sua tia Lenora (Maria Schrader), alta funcionária da HVA, o serviço secreto exterior da antiga Alemanha Oriental.

Como o governo da RDA está desesperado por divisas, a fim de sustentar sua economia em apuros, a agência encarrega Rauch, codinome "Kolibri", de vender para a África do Sul, em pleno apartheid, armas, ironicamente fabricadas na Alemanha Ocidental.

E assim começa a tão esperada sequência da série dramática de espionagem Deutschland 83. Ao ir ao ar em 2015, depois de um começo morno, sua primeira temporada cativou os fãs da Guerra Fria, ganhando popularidade a cada novo episódio.

Nos bastidores da Guerra Fria – e mais além

Deutschland 86 se concentra tanto na resistência e opressão na África quanto nos acontecimentos por trás da Cortina de Ferro, onde o clima era de mudança. O novo enredo foi uma espécie de revelação para o ator principal, Jonas Nay, nascido em 1990, um ano após a queda do Muro de Berlim.

"Eles [o governo da RDA] tentaram de todos os modos possíveis conseguir dinheiro para o Estado falido. Tinha tantas coisas acontecendo, como negócios ilegais com armas e experimentos farmacêuticos ou médicos, e são coisas de que eu nunca tinha ouvido falar", diz.

A missão de salvar a Alemanha Oriental da destruição leva sua personagem, Rauch, a Trípoli, Paris, Berlim Ocidental e mais além. Após passar por tantos acontecimentos dramáticos na primeira temporada, Rauch está em conflito entre a necessidade de espaço e o desejo de voltar para casa.

Na primeira temporada, "ele matou um homem e teve que enterrar a mulher que amava – na floresta, coisa super pesada – e isso o transformou muito", disse Nay em entrevista à DW. "Ao mesmo tempo, ele tem um filho de três anos que nunca viu, que vive em Berlim Oriental com a ex-namorada dele."

A temporada dois promete mais missões escusas e perigosas para "Kolibri", tendo como pano de fundo a perestroika, sujas guerras por procuração, a luta contra o apartheid e um ano de terrorismo na Europa Ocidental.

 Cena de Deutschland 86: Rose (Florence Kasumba, esq,) e Lenora (Maria Schrader) conversam sobre contrabando de armas em loja de conveniência

Rose (Florence Kasumba, esq,) e Lenora (Maria Schrader): conversa sobre contrabando de armas em loja de conveniência

Poder da música

Nay promete que Deutschland 86  terá "um monte de cenas loucas", totalmente filmadas na África do Sul em 2017– até mesmo as passadas em Berlim Oriental. "Uma sequência que eu adoro foi filmada nas dunas da Cidade do Cabo. É como um deserto, mas só com alguns quilômetros. Mas você está guiando veículos 4x4 pelo meio das dunas, então, se sente como se estivesse no Deserto da Líbia."

Os fãs de Deutschland 83 elogiaram a forma como hits do início dos anos 80, de Nena, Blondie, Duran Duran e outros, foram criativamente entrelaçados na trama. O tema musical da série, Major Tom, de Peter Schilling, também a ajudou a tornar-se imediatamente identificável.

A segunda temporada igualmente apresenta sucessos de meados dos anos 80, de artistas como Talk Talk, Falco, Salt 'n' Pepper e Talking Heads. "A música sempre tem a capacidade de transportar você para um [determinado] tempo, num instante", comentou Nay. Assim, os espectadores podem "pintar seu próprio quadro e retornar a um sentimento muito pessoal" que tinham na época.

Deutschland 86  estreia em streaming na Alemanha, pela Amazon Prime, nesta sexta-feira (19/10); e nos Estados Unidos, na Sundance TV, em 25 de outubro. A série deverá ir ao ar em diversos outros países a partir do começo de 2019. Os autores já prometem uma terceira temporada, Deutschland 89, situada no ano em que o Muro de Berlim caiu.

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp
App | Instagram | Newsletter

Leia mais