Quarto protesto contra Bolsonaro em dois meses | DW Brasil | Notícias e análises do Brasil e do mundo | DW | 25.07.2021

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Quarto protesto contra Bolsonaro em dois meses

[Vídeo] Manifestações em todo o país contra Jair Bolsonaro defendem o impeachment do presidente, vacina para todos e criticam a condução da pandemia pelo governo federal.

Assistir ao vídeo 00:38

Manifestantes voltaram neste sábado (24/07) às ruas do Brasil em atos contra Bolsonaro. Foi a quarta manifestação organizada pela oposição em dois meses. Os principais protestos aconteceram em São Paulo, Rio, Brasília, Recife e Salvador.

A principal pauta das manifestações foi o impeachment do presidente, e os participantes criticaram ainda o combate da pandemia a nível federal e cobraram mais vacinas contra a covid-19. Faixas e cartazes pediram a ampliação do auxílio emergencial de R$ 600, criticaram a alta nos preços de alimentos e apoiaram as investigações feitas pela CPI da Pandemia.

Gritos de "Fora, Bolsonaro" e "Fora, genocida" marcaram os protestos pelo país. Arthur Lira também foi alvo dos manifestantes, que pedem que o presidente da Câmara dos Deputados analise os mais de 100 pedidos de impeachment entregues à Casa.

Ao amarrar o apoio do Centrão ao seu governo, Bolsonaro tenta sepultar o risco de um eventual processo de impeachment. Líderes dos protestos, porém, minimizam o cenário desfavorável e dizem que os atos têm os objetivos de expressar o descontentamento com o governo e demonstrar o apoio à CPI da Pandemia no Senado.

Foram marcados atos em quase 500 cidades, incluindo em 17 países do exterior. Na Alemanha, os protestos ocorreram em cidades como Berlim e Freiburg.