Polícia alemã investiga motociclista sósia de Hitler | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 14.01.2020
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Alemanha

Polícia alemã investiga motociclista sósia de Hitler

Imagens de homem vestido como o ditador nazista em antiga motocicleta durante festival na Saxônia circulam na internet. Policial que aparece em vídeo dando risada e filmando a cena também é alvo de inquérito.

Modelo de motocicleta do exército nazista exposto num museu russo

Homem circulava em modelo de motocicleta da Wehrmacht, como esta exposta num museu russo

A polícia alemã abriu uma investigação para verificar se um homem que circulou vestido de Adolf Hitler durante um festival de motos no estado da Saxônia cometeu algum crime. Em vídeos do evento, o homem aparece sentado no sidecar de uma antiga motocicleta similar aos modelos usados pela antiga Wehrmacht (as Forças Armadas da Alemanha nazista)

A moto era conduzida por um homem com um uniforme militar alemão da Segunda Guerra Mundial. A ação ocorreu durante um tradicional festival que ocorreu no fim de semana cidade de Augustusburg, perto de Chemnitz. O homem vestido de Hitler exibia símbolos nazistas, o que é ilegal na Alemanha.

"Quando pessoas se vestem como Adolf Hitler, uma investigação é sempre necessária", afirmou o porta-voz da polícia nesta segunda-feira (13/01). As autoridades investigam se o suspeito pode ser acusado por infringir as leis ao expor publicamente símbolos de organizações inconstitucionais ou por cometer o crime de incitação ao ódio.

Além do sósia de Hitler, um policial também acabou na mira das investigações. Um dos vídeos mostra a motocicleta parando ao lado de um carro da polícia. O policial parece se divertir com a situação e, com o celular, começa a fotografar ou filmar a cena dando risada. É possível escutar ainda outras pessoas rindo nas proximidades.

"Esperávamos que nosso colega acabasse com toda essa situação sem a menor hesitação", afirmou o porta-voz da polícia, que afirmou que estão avaliadas as consequências que a falta de ação do agente de segurança podem ter para sua carreira.

O porta-voz afirmou que o policial foi chamado para dar explicações sobre sua "má conduta" à direção da polícia da Saxônia. Ele teria reconhecido o erro. A apresentação do sósia de Hitler representa um transtorno à segurança pública, por isso, o policial deveria ter intervindo na situação.

O governador da Saxônia, Michael Kretschmer, condenou a ação. "Vestir-se como um assassino em massa é mais do que algo de mau gosto. Esse tipo de comportamento é inaceitável e deve ser repetido nunca mais", afirmou.

O festival em Augustusburg reuniu mais de 10 mil pessoas no final de semana. A Saxônia, antigo estado da Alemanha Oriental, vive um aumento no número de atos e eventos promovidos por neonazistas e extremistas de direita.

CN/dpa/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 
App | Instagram | Newsletter

Leia mais