Pfizer-BioNtech quer vacinar crianças de 12 a 15 anos | Notícias internacionais e análises | DW | 29.04.2021

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Coronavírus

Pfizer-BioNtech quer vacinar crianças de 12 a 15 anos

Empresas já pediram autorização nos EUA e farão o mesmo na Europa. Ministro alemão da Saúde quer vacinar adolescentes antes do ano escolar.

Profissional de saúde aplica vacina no braço de paciente. Pfizer e BioNtech afirmam que eficácia comprovada em adolescentes é de 100%.

Pfizer e BioNtech afirmam que eficácia comprovada de sua vacina em adolescentes é de 100%

O laboratório alemão BioNTech confirmou ter pedido autorização para a aplicação de sua vacina contra covid-19, desenvolvida em parceria com a Pfizer, em crianças de idade entre 12 e 15 anos nos Estados Unidos.

A empresa deverá submeter nos próximos dias o mesmo pedido à Agência Europeia de Medicamentos (EMA), segundo afirmou nesta quinta-feira (29/04) um porta-voz do grupo.

"Submetemos os dados do estudo sobre as idades de 12 a 15 anos para aprovação nos EUA. Na Europa, estamos nos últimos passos”, disse o chefe da BioNtech, Ugur Sahin, citado pela revista alemã Der Spiegel.

A perspectiva de imunizar as crianças dessa faixa etária antes do início do ano escolar – que no hemisfério norte é no segundo semestre – traz alívio para os pais que se revezam entre as exigências do ensino à distância e seus próprios trabalhos em casa.

"É muito importante fazer com que as crianças possam retomar suas vidas escolares normais e encontrar seus familiares e amigos”, disse Sahin.

O ministro alemão da Saúde, Jens Spahn, se diz confiante na vacinação dos adolescentes nos próximos meses. "No máximo durante as férias de verão [na metade do ano], estaremos aptos a vacinar aqueles com mais de 12 anos, depois de haver autorização”, declarou.

Os 16 estados alemães planejam adiar o início das férias de verão, com as primeiras regiões já marcando o começo para 21 de junho, com término em 13 de setembro.

O processo de aprovação da EMA costuma levar algumas semanas. A vacina Pfizer-Biontech já foi aprovada nos Estados Unidos e na União Europeia (UE) para a aplicação em pessoas com mais de 16 anos.

As duas empresas afirmaram recentemente que o estudo clínico em crianças de 12 a 15 anos obteve eficácia de 100%. Há também em andamento outro estudo sobre o uso da vacina em crianças de 6 meses a 11 anos de idade. Os primeiros dados devem estar disponíveis em setembro.

rc (DPA, AFP)

Leia mais