Juiz absolve Lula de dois crimes no caso Angola | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 25.07.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Brasil

Juiz absolve Lula de dois crimes no caso Angola

Foram arquivadas acusações de organização criminosa e lavagem de dinheiro. Ex-presidente continua respondendo por outras acusações no mesmo processo, sobre suposta ajuda à Odebrecht em obras financiadas pelo BNDES.

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

A Justiça Federal do Distrito Federal absolveu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de parte das acusações num processo em que ele é acusado de ter beneficiado a Odebrecht em Angola.

Em decisão assinada nesta quarta-feira (24/07), o juiz Vallisney de Souza Oliveira absolveu Lula da acusação de organização criminosa, considerando que o réu já responde pelo mesmo crime em outra ação, não podendo ser alvo de dois processos pelo mesmo ato. O juiz também apontou a "míngua de provas de fatos puníveis" na acusação.

Ele também arquivou a denúncia de lavagem de dinheiro de R$ 20 milhões em suposto tráfico de influência por obras da Odebrecht em Angola. "Fica patente a inépcia da denúncia, considerando-se tanto o fato de o defendente estar longe especificamente desses fatos, por não ter tido participação nas assinaturas e nos contratos, não podendo ser responsabilizado pela avença contratual em si", argumentou.

Lula continuará respondendo, no mesmo processo, por acusações de corrupção passiva, tráfico de influência e lavagem de dinheiro de outros valores.

Originada de um desdobramento da Lava Jato, a denúncia, feita em 2016 pelo Ministério Público Federal, envolve Taiguara Rodrigues dos Santos, sobrinho de Lula, e o empresário Marcelo Odebrecht. O juiz decidiu suspender a ação contra o executivo da construtora devido ao acordo de delação premiada acertado com o MPF.

O MPF acusou Lula de, entre 2008 e 2015, usar sua influência para liberar financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para obras da Odebrecht em Angola. Lula e os envolvidos teriam recebido, "de forma dissimulada", valores que passariam dos R$ 30 milhões em troca da ajuda à empreiteira.

MD/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | App | Instagram | Newsletter

Leia mais