Igreja palco de massacre no Texas será demolida | Notícias internacionais e análises | DW | 09.11.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Igreja palco de massacre no Texas será demolida

Pastor afirma que seria muito doloroso continuar utilizando templo para cultos. Monumento em homenagem às vítimas de massacre que deixou 26 mortos deve ser construído no local.

Polícia investiga local do massacre em Sutherland Springs

Atirador abriu fogo na Primeira Igreja Batista de Sutherland Springs

O pastor da Primeira Igreja Batista de Sutherland Springs, Frank Pomeroy, afirmou nesta quinta-feira (09/11) que o templo que foi palco do pior massacre da história do Texas será demolido. Um atirador invadiu o local e matou 26 pessoas no último domingo.

Pomeroy afirmou que a demolição é necessária, pois seria "doloroso demais" continuar usando o local para  cultos religiosos. O pastor perdeu a filha Anabelle, de 14 anos, no tiroteio em massa protagonizado por um jovem de 26 anos.

O porta-voz da Convenção Batista do Sul, a maior entidade batista do mundo, Sing Oldham, disse que Pomeroy expressou o desejo de transformar o lugar onde agora se encontra a igreja num monumento em homenagem às vítimas e de construir um novo templo em um dos terrenos que pertencem à própria igreja.

O massacre foi cometido pelo jovem Devin Kelley, que tirou a vida de 26 fiéis e deixou outros 20 feridos com um fuzil semiautomático. As vítimas tinham idade entre 17 meses e 77 anos.

Kelley trabalhou no departamento de logística de uma base militar no Novo México entre 2010 e 2014, quando foi afastado da corporação por má conduta, após agressões à esposa e ao filho. Ele chegou a passar 12 meses em confinamento.

O massacre na igreja texana aparenta ter sido motivado por uma situação doméstica. Investigadores revelaram que Kelley havia enviado mensagens ameaçadoras à sogra. Ela é membro da Primeira Igreja Batista de Sutherland Springs, mas não estava no local durante o ataque.

Com base nas evidências, os investigadores acreditam que Kelley se suicidou após ser perseguido por civis armados. Ele chegou a telefonar para o pai dizendo que estava ferido e que achava que não iria sobreviver.

CN/efe/lusa/ap

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais