Economia grega registra crescimento inesperado | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 13.08.2015
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Economia

Economia grega registra crescimento inesperado

PIB da Grécia tem alta de 0,8% no segundo trimestre em relação ao primeiro. Na comparação anual, crescimento é de 1,4%. Números mostram que Grécia não entrou em recessão, como previsto anteriormente.

Turistas na ilha de Creta, um dos principais destinos da Grécia. Turismo é um dos pilares da economia do país

Turistas na ilha de Creta, um dos principais destinos da Grécia. Turismo é um dos pilares da economia do país

A economia grega inesperadamente cresceu 0,8% no segundo trimestre, afirmou a agência nacional de estatísticas da Grécia (Elstat) nesta quinta-feira (13/08). Na comparação anual, a alta foi de 1,4% em relação ao período compreendido entre abril e junho de 2014.

Ainda segundo a Elstat, a economia grega registrou uma estagnação plena – nem crescimento, nem queda – no primeiro trimestre deste ano, em vez da contração de 0,2% anunciada previamente. Os números mostram que o país não entrou em recessão em 2015, como se pensava anteriormente.

A Elstat não forneceu detalhes sobre quais setores impulsionaram o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), mas o economista Nikos Magginas, do Banco Nacional da Grécia, disse à agência de notícias Reuters que turismo, produção industrial e consumo mostraram "especial invulnerabilidade".

A economia grega emergiu de uma recessão de seis anos em 2014, mas a agitação política causou nova queda, de 0,2%, no último trimestre do ano passado.

No entanto, os efeitos potencialmente nocivos da imposição de controle de capitais e do fechamento dos bancos por três semanas, em fins de junho, não estão incluídos nos números apresentados nesta quinta-feira e podem muito bem ser uma razão para uma futura contração econômica.

Os números positivos sobre a economia grega vem num momento em que o parlamento grego se prepara para votar o terceiro pacote internacional de resgate financeiro, de aproximadamente 86 bilhões de euros. Atenas precisa urgentemente de dinheiro para evitar o calote de uma dívida de 3,4 bilhões de euros com o Banco Central Europeu, que vence em 20 de agosto.

A decisão parlamentar deve sair ainda nesta quinta-feira. Caso aprovado, o pacote será então analisado pelos ministros das Finanças da zona do euro nesta sexta-feira, em Bruxelas.

PV/rtr/afp

Leia mais