Disputa ao cargo de premiê britânico fica entre duas mulheres | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 07.07.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Disputa ao cargo de premiê britânico fica entre duas mulheres

Deputados conservadores concentram a corrida pela liderança do governo nas ministras do Interior, Theresa May, e da Energia, Andrea Leadsom. Decisão cabe agora a membros da legenda. Vencedora será anunciada em setembro.

Ministra do Interior, Theresa May, e ministra da Energia, Andrea Leadsom (dir.)

Ministra do Interior, Theresa May, e ministra da Energia, Andrea Leadsom (dir.) disputam chefia de governo britânico

As candidaturas à liderança do Partido Conservador, e consequentemente ao cargo de chefe de governo do Reino Unido, foram reduzidas a duas políticas. Os deputados conservadores elegeram nesta quinta-feira (07/07) a ministra do Interior, Theresa May, e a ministra da Energia, Andrea Leadsom, como candidatas à sucessão do primeiro-ministro David Cameron.

May obteve o voto de 199 dos 329 deputados conservadores e Leadsom, de 84. O terceiro candidato, o ministro da Justiça, Michael Gove, ficou com apenas 46 votos, sendo automaticamente afastado da corrida.

A escolha do próximo líder do Partido Conservador e chefe do governo britânico cabe agora aos cerca de 150 mil membros do partido, que votarão durante os próximos meses. O nome da vencedora será anunciado em 9 de setembro próximo.

A candidata eleita substituirá Cameron, que anunciou para outubro a entrega do cargo de primeiro-ministro. A renúncia foi sua resposta ao resultado do referendo de 23 de junho, sobre a saída ou permanência do Reino Unido na União Europeia. Cameron fazia campanha pela permanência.

May ou Leadsom estarão encarregadas do complicado processo de negociação para a saída do Reino Unido do bloco comunitário europeu.

PV/lusa/ap/rtr/afp

Leia mais