Comissão do impeachment no Senado elege presidente | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 26.04.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Brasil

Comissão do impeachment no Senado elege presidente

Raimundo Lira, do PMDB, preside a comissão especial, e Antonio Anastasia, do PSDB, é o relator. Parecer do colegiado será votado no dia 6 de maio.

Senador Raimundo Lira do PMDB comandará trabalhos de comissão

Senador Raimundo Lira do PMDB comandará trabalhos de comissão

A comissão especial do Senado que analisará a admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff elegeu nesta terça-feira (26/04) para presidente do colegiado o senador Raimundo Lira, do PMDB.

Lira, o único indicado para assumir o comando da comissão, foi aclamado por governistas e oposição. O senador prometeu conduzir com afinco e responsabilidade os trabalhos. "É preciso que todos saibam que a comissão não pode falhar em dar ampla defesa e direito ao contraditório", ressaltou.

Assistir ao vídeo 03:07

Como funciona o processo de impeachment

A comissão também elegeu o senador Antonio Anastasia, do PSDB, relator do processo. Anastasia, que é ligado ao senador Aécio Neves, também do PSDB e candidato derrotado por Dilma na última eleição presidencial, foi o único indicado para a posição.

A indicação de Anastasia foi criticada por parlamentares governistas, que alegaram que o partido da oposição declarou ser a favor do afastamento de Dilma. Assim, o parecer dele seria previsível. Dos 21 integrantes da comissão, apenas 5 votaram contra Anastasia.

O presidente da comissão também apresentou o cronograma de trabalho do colegiado. A votação do parecer de Anastasia na comissão está programada para o dia 6 de maio.

CN/rtr/abr

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados