Comissão do impeachment no Senado elege presidente | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 26.04.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Brasil

Comissão do impeachment no Senado elege presidente

Raimundo Lira, do PMDB, preside a comissão especial, e Antonio Anastasia, do PSDB, é o relator. Parecer do colegiado será votado no dia 6 de maio.

Senador Raimundo Lira do PMDB comandará trabalhos de comissão

Senador Raimundo Lira do PMDB comandará trabalhos de comissão

A comissão especial do Senado que analisará a admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff elegeu nesta terça-feira (26/04) para presidente do colegiado o senador Raimundo Lira, do PMDB.

Lira, o único indicado para assumir o comando da comissão, foi aclamado por governistas e oposição. O senador prometeu conduzir com afinco e responsabilidade os trabalhos. "É preciso que todos saibam que a comissão não pode falhar em dar ampla defesa e direito ao contraditório", ressaltou.

Assistir ao vídeo 03:07
Ao vivo agora
03:07 min

Como funciona o processo de impeachment

A comissão também elegeu o senador Antonio Anastasia, do PSDB, relator do processo. Anastasia, que é ligado ao senador Aécio Neves, também do PSDB e candidato derrotado por Dilma na última eleição presidencial, foi o único indicado para a posição.

A indicação de Anastasia foi criticada por parlamentares governistas, que alegaram que o partido da oposição declarou ser a favor do afastamento de Dilma. Assim, o parecer dele seria previsível. Dos 21 integrantes da comissão, apenas 5 votaram contra Anastasia.

O presidente da comissão também apresentou o cronograma de trabalho do colegiado. A votação do parecer de Anastasia na comissão está programada para o dia 6 de maio.

CN/rtr/abr

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados