Camarote.21 - Mulheres que lutam | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 18.03.2021

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Camarote.21 - Mulheres que lutam

Um programa dedicado às mulheres ao redor do mundo que fazem da arte um instrumento de resistência e transformação.

Assistir ao vídeo 26:01

O Camarote.21 desta semana embarca em uma viagem por cinco países para conhecer grandes mulheres que, por meio da arte, denunciam injustiças sociais e se comprometem com a igualdade de direitos:

- Turquia: Gaye Su Akyol não tem medo de falar o que pensa quando se trata dos direitos das mulheres no país e coloca suas indignações em suas composições. Unindo tradição e modernidade, a cantora e compositora faz o rock psicodélico turco dos anos 1970 voltar à moda.

- Índia: Com ilustrações sobre empoderamento feminino, a artista Ita Mehrotra desafia as noções convencionais de patriarcado no país.

- Chile: Conheça o coletivo de dança Baila Capucha Baila. O grupo, composto só por mulheres, dança pelas ruas de Santiago com capuzes vermelhos para conscientizar a sociedade sobre a violência sexual e encorajar meninas e mulheres a lutarem pelos seus direitos. 

- Quênia: O sucesso da escritora Zukiswa Wanner. Nascida na Zâmbia, ela estudou e morou no exterior por muito tempo e hoje vive no Quênia. O objetivo dela é que a literatura seja capaz de ultrapassar fronteiras e alcançar meninas em todo o continente.

- Alemanha: O engajamento da artista e ativista polonesa Anna Krenz. Ela agora vive na Alemanha, mas não deixa de lutar pelos direitos das mulheres na Polônia. Depois da recente proibição quase total do aborto no país, ela sente que a voz das mulheres precisa ser ouvida além das fronteiras polonesas.