Apagão deixa parte do Reino Unido às escuras | Notícias internacionais e análises | DW | 09.08.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Europa

Apagão deixa parte do Reino Unido às escuras

Falha inesperada de dois geradores causa caos em sistema de transporte no horário de pico. Pelo menos 610 mil residências e estabelecimentos comerciais ficaram sem energia elétrica.

Estação Kings Cross, em Londres, foi fechada devido a apagão

Estação Kings Cross, em Londres, foi fechada devido a apagão

Um apagão deixou nesta sexta-feira (09/08) parte do Reino Unido, incluindo Londres, sem energia elétrica. O corte de energia provocou transtornos no transporte, afetando serviços ferroviários e um aeroporto.

Segundo a empresa responsável pelo fornecimento de energia, a National Grid, o problema começou por volta das 17h (horário local), após a falha inesperada de dois geradores ao mesmo tempo. O sistema voltou ao normal depois de 90 minutos

Centenas de milhares de pessoas foram afetadas pelo apagão que atingiu Londres, o sudeste da Inglaterra e Cheshire, no noroeste do país. Em algumas regiões, o corte de energia durou poucos minutos.

Segundo distribuidoras de energia, pelo menos 610 mil clientes foram afetados. Apesar de o apagão ter durado apenas alguns minutos em algumas regiões, o impacto no sistema de transporte foi grande.

O apagão, que ocorreu no horário de pico, quando muitos saiam do trabalho, paralisou o sistema de transporte da capital britânica, com a interrupção dos serviços ferroviários e o desligamento de vários semáforos. Diversas estações de trens, incluindo Euston e Kings Cross, foram fechadas depois de ficarem superlotadas de passageiros. Algumas linhas do metrô de Londres também foram paralisadas.

Diversos trens em vários regiões do países acabaram cancelados ou sofreram atrasos. A falha de energia também atingiu o aeroporto de Newcastle por cerca de 15 minutos e o sistema de metrô da cidade.

O apagão ocorreu horas depois de o ministro das Finanças, Sajid Javid, visitar um centro de treinamento da National Grid.

CN/lusa/rtr/ap

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | App | Instagram | Newsletter

Leia mais