″Tentativa de subversão da ordem constitucional″ em São Tomé e Príncipe | São Tomé e Príncipe | DW | 21.06.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

São Tomé e Príncipe

"Tentativa de subversão da ordem constitucional" em São Tomé e Príncipe

As forças de segurança são-tomenses desmantelaram uma alegada tentativa de golpe de Estado na quarta-feira (20.06) que visava eliminar fisicamente o primeiro-ministro, anunciou o Executivo. Duas pessoas estão detidas.

Galerie - São Tomé e Príncipe (DW/R. Graça)

Primeiro-ministro Patrice Trovoada

O deputado da oposição Gaudêncio Costa, ex-ministro da Agricultura e membro da comissão política do Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe-Partido Social Democrata (MLSTP-PSD), e Ajax Managem, um sargento das Forças Armadas, foram detidos pelas forças de defesa e segurança são-tomenses por alegada "tentativa de subversão da ordem constitucional através do assassinato do primeiro-ministro" Patrice Trovoada, anunciou o executivo em comunicado.  

"Os elementos recolhidos até então pelos serviços revelam para além da premeditação, uma forte determinação na execução dos seus desígnios, cumplicidade nacionais e estrangeiras, cabendo agora ao Ministério Público e a Polícia Judiciária esclarecer",  lê-se no comunicado assinado pelo ministro da Defesa e Ordem Interna, Arlindo Ramos, ao qual a DW África teve acesso.

O Ministério da Defesa adianta ainda que caberá ao Ministério Público e à Polícia Judiciária "esclarecer mais pormenores enquanto, por outro lado, as investigações continuam de modo a trazer para a justiça todos os implicados".

Devido à alegada tentativa falhada de subversão da ordem constitucional, as forças de segurança encontram-se de prevenção na defesa da legalidade da Constituição e do Estado de direito.

"O país está calmo, sob controlo do Governo da República, devendo todos prestar a sua colaboração para preservação da paz e tranquilidade caraterístíca do nosso país", indica o documento.

O desmantelamento desta tentativa de subversão da ordem constitucional é anunciada numa altura em que o Presidente da República, Evaristo Carvalho, terminou o ciclo de visita às forças militares e para-militares com o objetivo de constatar in loco a situação da defesa no arquipélago.

 

Leia mais