Tanzânia: Polícia confirma ataque terrorista perto da fronteira com Moçambique | NOTÍCIAS | DW | 22.10.2020

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Tanzânia: Polícia confirma ataque terrorista perto da fronteira com Moçambique

Autoridades tanzanianas confirmam a reivindicação do Estado Islâmico. Grupo terrorista que atua em Cabo Delgado, no norte de Moçambique, realizou um ataque no sul da Tanzânia. O número de mortos não foi divulgado.

Foto de arquivo (Cabo Delgado, agosto de 2019)

Foto de arquivo (Cabo Delgado, agosto de 2019)

A polícia tanzaniana diz que cerca de 300 jihadistas levaram a cabo um ataque no sul do país, na semana passada, confirmando uma reivindicação anterior do grupo terrorista Estado Islâmico.

"É verdade que cerca de 300 terroristas que vieram de Moçambique atacaram o nosso posto em Kitaya, em Mtwara, na semana passada e mataram algumas pessoas", anunciou o chefe da polícia, Simon Sirro, numa conferência de imprensa esta quinta-feira (22.10).

"Alguns dos suspeitos são da Tanzânia e cooperaram com outros de fora da Tanzânia. Lidaremos com qualquer pessoa que mate tanzanianos. Estamos a interrogar alguns suspeitos para obter informações sobre a sua rede."

Na semana passada, a Província da África Central do Estado Islâmico (ISCAP), ligada ao grupo autointitulado Estado Islâmico, disse ter realizado um ataque na região de Mtwara, perto da fronteira moçambicana, a 14 de outubro.

Desde 2017 que insurgentes levam a cabo uma onda de ataques no norte de Moçambique, matando mais de 1.500 pessoas e deixando mais de 250 mil deslocados.

A Tanzânia realiza eleições gerais a 28 de outubro.

Assistir ao vídeo 02:26

Cabo Delgado: Governo cria aldeia para deslocados em Metuge

Leia mais