PAICV liderado por um vice-presidente até eleições internas | Cabo Verde | DW | 30.05.2021

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cabo Verde

PAICV liderado por um vice-presidente até eleições internas

Partido Africano da Independência de Cabo Verde vai ser liderado interinamente por um dos três vice-presidentes até às eleições para a escolha do novo presidente, agendadas para 19 de dezembro.

A informação resultou da reunião do Conselho Nacional do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, oposição), realizada sexta-feira (28.05) e sábado (29.05), na cidade da Praia, face ao pedido de demissão da presidente do partido, Janira Hopffer Almada, após as eleições legislativas de 18 de abril, nas quais o Movimento para a Democracia (MpD, no Governo) renovou a maioria absoluta.

De acordo com Julião Varela, porta-voz do Conselho Nacional do PAICV, aquele órgão marcou para 19 de dezembro de 2021 as eleições internas para a escolha do novo líder, seguindo-se o Congresso Nacional, de 28 a 30 de janeiro de 2022, para "a eleição dos demais órgãos do partido, após a eleição direta do novo presidente".

"Efetivamente, os estatutos preveem que em caso de vacatura, o Conselho Nacional deverá escolher entre os vice-presidentes um que vai conduzir o partido até à realização do congresso", explicou à Lusa Julião Varela, garantindo que essa reunião acontecerá nos próximos dias.

"Nós temos três vice-presidentes, o doutor Rui Semedo, o doutor Nuias Silva e o doutor João Baptista Pereira. Será um destes a escolha", acrescentou.

Kap Verde | Parlamentswahlen | Janira Hopffer

Janira Hopffer Almada

Reconhecimento à presidente demissionária

Ainda de acordo com o porta-voz da reunião, o Conselho Nacional aprovou uma "moção de reconhecimento e louvor" à presidente demissionária do PAICV, Janira Hopffer Almada.

"Pelo desempenho que teve no partido nos últimos anos e a organização que conseguiu implementar", disse Julião Varela.

Licenciada em direito pela Universidade de Coimbra, Portugal, Janira Hopffer Almada, 42 anos, ascendeu à liderança do PAICV em 2014 e foi ministra da Juventude, Emprego e Desenvolvimento dos Recursos Humanos de Cabo Verde no último Governo do partido (até 2016).

Perdeu as eleições em 2016 e 2021 para o MpD, embora tenha aumentado para oito câmaras municipais a liderança do PAICV nas eleições autárquicas de outubro passado, incluindo a conquista da câmara da Praia.

Ainda durante a noite eleitoral de 18 de abril reconheceu a derrota nas legislativas e anunciou que iria pedir a demissão do cargo.

Janira Hopffer Almada tomou posse como deputada para a nova legislatura, entretanto iniciada, mas já anunciou que pretende retomar a atividade como advogada.

O partido terá ainda de decidir sobre um eventual apoio a José Maria Neves, ex-primeiro-ministro (2001 a 2016) e ex-líder do PAICV, que já anunciou a sua candidatura às eleições presidenciais de Cabo Verde, agendadas para 17 de outubro.

Assistir ao vídeo 01:20

Cabo-verdianos votam em eleições legislativas

Leia mais