Nigéria: Autoridades procuram por 39 alunos raptados | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 13.03.2021

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Nigéria: Autoridades procuram por 39 alunos raptados

As forças de segurança nigerianas intensificaram esforços este sábado (13.03) para resgatar dezenas de estudante raptados no noroeste do estado de Kaduna no mais recente ataque às escolas, na noite de quinta-feira.

Homens armados invadiram o Colégio Federal de Mecanização Florestal em Mando, nos arredores da capital do estado, Kaduna, no final da quinta-feira (11.03) e levaram 39 alunos. Os militares conseguiram resgatar 180 pessoas, após uma batalha feroz com os atacantes.

"Uma equipa conjunta da polícia, exército e outras forças de segurança estão numa busca frenética pelos estudantes raptados", disse à agência de notícias AFP o porta-voz da polícia do Estado de Kaduna, Mohammadu Jalinge.

"Estamos a vasculhar as florestas e arbustos circundantes com o objetivo de libertar os reféns", garantiu.

Jalinge acrescentou que os pistoleiros não estabeleceram contatos com as autoridades.

Estima-se que o colégio tinha cerca de 300 alunos – rapazes e raparigas, na sua maioria com 17 ou mais anos de idade - na altura do ataque.

O comissário estatal para a segurança interna Samuel Aruwan também garantiu que as autoridades estavam a caçar os atacantes.

"Está em curso uma operação de resgate dos estudantes pelo pessoal de segurança do exército, força aérea, polícia e DSS [polícia secreta]", afirmou Aruwan à AFP.

Aruwan informou ainda que foram raptados 16 rapazes e 23 raparigas, além de funcionários da escola. Um número não especificado de estudantes foi ferido e está a receber assistência médica numa instalação militar.

"O Governo do estado de Kaduna está a manter uma estreita comunicação com a direção da escola", acrescentou.

Pais, familiares e simpatizantes desorientados têm estado a chegar à escola em busca de notícias.

Nigeria I Entführung am Federal College of Forestry Mechanization in Kaduna

Um dos dormitórios onde alunas foram raptadas

Quatro ataques desde dezembro

Gangues fortemente armados no noroeste e centro da Nigéria têm intensificado os ataques nos últimos anos, raptos, violações e pilhagens.

Os gangues focaram-se recentemente nos ataques as escolas onde raptam estudantes ou crianças em idade escolar em troca de resgate. O ataque de quinta-feira foi pelo menos oquarto desde dezembro.

Os raptos em massa no noroeste do pauis estão a complicar os desafios de segurança enfrentados pelas forças de segurança do Presidente Muhammadu Buhari, que também estão a combater uma insurreição islamista de mais de uma década no nordeste.

O Secretário-Geral das Nações Unidas, António Guterres, condenou veementemente o rapto e apelou à "libertação imediata e incondicional dos estudantes que permanecem em cativeiro", disse o porta-voz da ONU, Stephane Dujarric.

Assistir ao vídeo 02:31

Ataques do Boko Haram: As crianças sem escola nos Camarões

Leia mais