1. Ir para o conteúdo
  2. Ir para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Campanha de vacinação na África do Sul
Foto: Themba Hadebe/AP Photo/picture alliance
SaúdeSão Tomé e Príncipe

Governo são-tomense pede à população para aderir à vacinação

Lusa | acs
30 de novembro de 2021

O Governo de São Tomé e Príncipe reuniu o comité de coordenação de luta contra a Covid-19 para analisar a nova variante do coronavírus, ómicron. A reunião acabou com um pedido à população para aderir à vacinação.

https://p.dw.com/p/43fAL

O ministro da Saúde, Edgar Neves, explicou que, tendo em conta o surgimento da nova variante do coronavírus, "havia necessidade de reunir com caráter de urgência o comité de coordenação de luta contra a pandemia da Covid-19". O governante afirmou que a reunião tinha como objetivo "analisar de forma serena e profunda as evidências sobre a variante ómicron" e desta forma possibilitar a criação de orientações concretas para que o Governo "se possa posicionar".

A representante da Organização Mundial de Saúde (OMS) em São Tomé e Príncipe, Annie Ancia, que participou na reunião, referiu que neste momento, está no país uma especialista "internacional a trabalhar no laboratório nacional" para obter mais informações sobre a nova variante. "Estamos a ver se já é possível iniciar a identificação e sequenciação genómica e aumentar a capacidade de sequenciação genómica no país".

"Temos de vacinar rapidamente", diz ministro da Saúde

Edgar Neves reforçou o apelo ao cumprimento das medidas de prevenção contra a Covid-19 e exortou a população a aderir à vacinação.

"Temos vacinas, temos vacinadores, portanto temos de vacinar rapidamente", reiterou o ministro da Saúde, acrescentando que o Governo pretende ter vacinado o maior número de pessoas até ao final do ano. Existe ainda a hipótese de a estratégia de vacinação ser alterada "quer em termos de faixa etária, quer em termos da administração da dose de reforço", afirmou Edgar Neves.

Num comunicado de imprensa, a Polícia Nacional alerta a população que "utilizará os meios legais ao seu dispor para o cumprimento das medidas em vigor", nomeadamente o uso correto e obrigatório de máscaras nos espaços públicos e nos veículos ocupados por mais de uma pessoa, excetuando os menores de 10 anos de idade."

Há uma semana que São Tomé e Príncipe não tem casos positivos de Covid-19 oficialmente ativos, e há quase três semanas que não regista novas infeções. De acordo com o boletim divulgado pelo Ministério da Saúde, o país não registou qualquer morte nas últimas 24 horas e é referido que 83.625 pessoas já receberam a primeira dose da vacina, enquanto 39.495 receberam as duas doses.

Covid-19: Vacinação arranca em São Tomé e Príncipe

Saltar a secção Mais sobre este tema
Saltar a secção Conteúdo relacionado